Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Ministra do Governo Bolsonaro comenta sobre morte satânica de criança em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Damares Alves – Titular do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Durante as primeiras horas da manhã deste sábado (11), a advogada e pastora evangélica Damares Regina Alves, atual ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, fez uma declaração em sua conta oficial no Instagram sobre o cruel assassinato de uma garotinha de apenas 1 ano e 8 meses que foi registrado em Parauapebas, como foi noticiado AQUI no Portal Pebinha de Açúcar.

De acordo com a principal linha de investigação da Polícia Civil, comandada pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), que tem como titular a delegada Ana Carolina, a suspeita é que Carla Emanuelly era ofertada em rituais de magia negra pelo padrasto Deyvyd Renato Oliveira Brito e pela mãe biológica Irislene da Silva Miranda.


Confira abaixo na íntegra abaixo o comentário feito pela ministra Damares:

“E ela só tinha 1 ano 8 meses de idade
Por dia são inúmeras notícias semelhantes que recebemos.
Por dia são centenas de crianças abusadas e 30 assassinadas no Brasil.
Precisamos mudar esta realidade. Toda sociedade, em parceria com o Poder Público, deverá fazer este enfrentamento.
O Estatuto da Criança e do Adolescente determina que é dever da família, do Estado e da sociedade proteger as crianças e os adolescentes.
Leiam esta matéria. Com certeza sentimentos como dor, indignação e tristeza vão surgir enquanto estiver lendo. Eu chorei em pensar quanto sofrimento e quanta dor sentiu este bebê”.

Damares publicou o print e link de uma matéria postada no Diário do Pará, com informações obtidas através do Portal Pebinha de Açúcar:

Publicidade

Veja
Também