Motoqueiro morre em batida violenta entre moto e caminhonete em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Joseildo dos Santos, 36 anos de idade, natural de Imperatriz (MA), morreu em acidente de trânsito quando a moto em que pilotava, uma Honda POP-100, cor cinza, placa JWD- 3482, Marabá (PA), colidiu com uma caminhonete Nissan Frontier, cor prata, placa OTG-3562, Canaã dos Carajás (PA), conduzida pelo motorista Francisco Wellinton da Silva.

O acidente aconteceu por volta de 00h20 desta quarta-feira (13), na Rua E com Rua 16, entre os bairros União e Maranhão, em Parauapebas. De acordo com testemunhas, os semáforos estavam em pisca alerta e o piloto da moto que trafegava em alta velocidade pela Rua 16, trafegando no sentido Bairro União/Maranhão, avançou a preferencia batendo na lateral esquerda da camionete Frontier, nas proximidades da roda dianteira, indo de encontro com o para-brisas.


Com o impacto, Joseildo dos Santos e a moto foram arremessados para esquerda, caindo de encontro com o meio fio, a cerca de 16 metros da colisão. Mesmo usando capacete, o motoqueiro infelizmente morreu instantaneamente no local.

Foto de documento da vítima fatal

 

O motorista da camionete que estava acompanhado de outras quatro pessoas, desceu do veiculo e em seguida acionou o SAMU e o DMTT. Entretanto, naquele exato momento também passava ali próximo uma viatura da Policia Civil, que ao perceber a movimentação, se dirigiu ao local, momento em que o motorista Francisco Wellinton da Silva se apresentou espontaneamente aos policiais e em seguida se dirigiu até a 20ª Seccional de Polícia, onde foi ouvido em depoimento e liberado.

Em seu depoimento, Francisco Wellinton da Silva, disse para a policia que retornava de um congresso em Brasília (DF), e quando trafegava pela Rua E, sentido portaria da Vale, no cruzamento com a Rua 16, foi surpreendido pela moto que vinha na transversal, não observando a preferência. Na ocasião, tinha como passageiros, sua esposa, outras duas mulheres e dois amigos.

 

Ainda segundo o motorista, na hora da colisão, ele conduzia o veiculo em uma velocidade média entre 40 e 50 km/h, e que no cruzamento visualizou que o semáforo estava em pisca alerta, tanto para o sentido em que ele seguia, como para a moto que trafegavam pela Rua 16, sentido transversal, quando repentinamente, foi surpreendido pela forte colisão da moto.

O corpo de Joseildo dos Santos foi examinado pela equipe de paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou o óbito da vítima e uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) acompanhada de um perito do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, periciou o local do sinistro e em seguida removeu o corpo para exames de necropsia.

veja também