Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Mulher grávida de seis meses e bebê morrem a tiros no Bairro Tropical

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Corpo de mãe e filho na “pedra” do Hospital Municipal de Parauapebas

Esse é o tipo de notícia que nós do Portal Pebinha de Açúcar não gostaríamos de noticiar, porém, somos obrigados a informar sobre a morte de uma mulher que estava grávida e de um bebê que estava na barriga dela há pelo menos seis meses.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar conversou com Fernando Linhares Aguiar que tem 20 anos de idade. Ele é o marido da jovem que estava grávida e morreu juntamente com o bebê que estava sendo gerado na barriga. Fernando afirma que sua esposa tinha acabado de fazer a janta na noite de ontem, quinta-feira (26), quando perguntou se ele queria jantar. Após receber um sim, ela se dirigiu até a cozinha, mas ao passar pelas proximidades da sala, dois homens teriam chegado de moto até a residência disparando tiros de arma de fogo. “Ainda falei para ela voltar, mas não deu tempo e os tiros acertaram a região da barriga e ela caiu”, disse Fernando Linhares, em estado de choque pela morte da esposa e filho.


Fernando Linhares

 

Perguntado pela reportagem se ele já tinha passagem pela Polícia, Linhares disse: “Passagem pela Polícia não tenho, mas uma vez um policial me pegou e disse que me daria uma chance por eu ser um cara novo e trabalhador e eu prometi que não mexeria mais com coisas erradas e que cuidaria de meu filho”, relatou o jovem, que afirmou que sabe quem pode ter matado sua esposa e filho, porém “não quer falar em público”.

Para a reportagem, ele disse que recentemente algumas pessoas estavam afirmando que ele e a esposa faziam parte da facção criminosa Comando Vermelho (CV), porém, ele nega qualquer tipo e envolvimento.

Fernando afirmou ainda que recentemente alguns homens já teriam ido na casa de sua sogra, mas como não o encontraram, levaram o celular e uma televisão. “Eles chegaram a usar o telefone e nos ligaram e ficaram tirando sarro”, relatou.

Apesar de ser encaminhada com vida do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), Taiane de Kassy Mendes da Silva, que tinha 31 anos de idade e que estava grávida de seis meses, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. De acordo com informações obtidas pela reportagem, a criança ainda estava com os sinais vitais mesmo com o falecimento da mãe, porém, apesar da tentativa dos médicos, não resistiu e também acabou perdendo a vida.

Foto de documento de Taiane de Kassy

 

O caso foi registrado na noite da última quinta-feira (26), por volta das 19h30 na Rua A-30, no Bairro Tropical, em Parauapebas e agora,investigadores da 20ª Seccional de Polícia Civil vão abrir inquérito para apurar detalhes de mais este crime e posteriormente identificar e colocar atrás das grades os suspeitos.

IML fez a remoção dos corpos

Publicidade

Veja
Também