Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Município de Canaã dos Carajás produzirá 200 mil mudas de árvores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Lideranças comunitárias, secretarias municipais e sociedade civil organizada vêm promovendo uma nova dinâmica no município de Canaã dos Carajás, quando o assunto é meio ambiente. Isto porque, é por meio da discussão conjunta desse grupo que alguns projetos vem sendo desenvolvidos no município. Um dos resultados dessa interação ocorreu essa semana, com a inauguração do viveiro municipal ampliado e revitalizado e com capacidade de produzir 200 mil mudas por ano de espécies florestais, frutíferas e ornamentais.

O grupo surgiu há quatro anos, por meio das reuniões e ações do Programa de Educação Ambiental (PEA) executado pela Vale, uma das condições determinadas pelo Ibama para instalação e operação do Complexo S 11D e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) no âmbito do Sossego, no município. E hoje é um fórum de discussão colegiado, o Comitê de Educação Ambiental.


“Para este ano, uma das prioridades elencadas pelo grupo foi atuar para recuperar áreas de preservação permanente, margens do rios e nascentes, arborizar a cidade e apoiar projetos para diversificação econômica por meio de Sistemas Agroflorestais. Mas para isso seria fundamental, a produção de mudas e daí se decidiu pelo projeto”, conta a analista ambiental da Vale, Nivia Costa, coordenadora do Programa de Educação Ambiental (PEA). O grupo reúne-se mensalmente na sede do município.

A reforma foi realizada pela prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Produção Rural (Sempru) com apoio da Vale e a parceria da Agência de Desenvolvimento de Canaã. Entre as espécies que serão produzidas estão açaí, cupuaçu, acerola, ipê, castanha do Pará e mogno. Por meio do viveiro, também será feito o atendimento, aos produtores rurais com orientação sobre práticas ambientalmente sustentáveis na produção agrícola.

Para a Diretora da Agência Canaã e atual coordenadora do Comitê de Educação Ambiental, Graça Reis, são vários os ganhos com a implantação do PEA e a formação do Comitê. “Um dos principais resultados está na integração entre as próprias secretarias e junto à sociedade civil, que contribui para sinergia e maior efetividade das conquistas ambientais para o município”, diz Graça. Como exemplo, ela cita a aprovação da coleta seletiva em repartições públicas decretada pela prefeitura municipal. “Essa ação conta também com a atuação do Comitê”, comemora Graça.

Outra ação foi a transformação do Parque Veredas em uma Unidade de Conservação Municipal. Por meio do Comitê, foi elaborado o Plano de Manejo e o Georeferenciamento do Parque, o que possibilitou o cadastramento do mesmo no Sistema Nacional (Snuc). O Comitê é formado hoje por cerca de 20 organizações distintas entre secretarias municipais, conselhos, associações de bairros, associação de produtores, cooperativas, sindicatos e organização juvenil.

Publicidade

Veja
Também