Single Posts
Confirmados
27.118
Single Posts
Recuperados
17.094
Single Posts
Óbitos
184

 Publicidade

“NEM ESQUENTOU A CADEIRA”: Prefeito Adonei Aguiar é afastado novamente em Curionópolis

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Tribunal de Justiça afasta Adonei Aguiar do cargo de prefeito de Curionópolis

Adonei Aguiar – Prefeito de Curionópolis

Retornado ao cargo de prefeito de Curionópolis depois de ficar afastado 4 meses por determinação da justiça, Adonei Aguiar sentiu o gostinho do retorno ao poder graças à decisão Monocrática vindo do Ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), emitida no dia 17 de julho.

Porém, na última segunda-feira (10), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, suspendeu os efeitos da liminar Habeas Corpus (HC) nº 188636, que permitia o retorno do Prefeito Adonei Aguiar ao cargo antes do fim do prazo de afastamento declarado pelo Tribunal de Justiça do Pará (TJ/PA). O ato se deu através da negação do seguimento ao habeas corpus, com prejuízo da liminar anteriormente deferida.


Mas, os dias de Adonei Aguiar no cargo de prefeito de Curionópolis chegaram ao fim novamente, já que tratava apenas de uma liminar que o permitia que ele aguardasse o transcorrer do processo no cargo. Com a reviravolta na decisão, o Tribunal de Justiça do Pará (TJ/PA), pode obrigar o prefeito a continuar a cumprir o prazo de afastamento de 180 dias determinado em decisão anterior de 16 março de 2020.

Enquanto isso, além dos bens de Adonei Aguiar continuarem bloqueados, são mantidas contra ele as acusações sendo: suposta prática dos crimes de fraude em procedimento licitatório, falsidade ideológica e crime de responsabilidade de prefeito consistente em desvio de rendas públicas.

Quem volta a assumir o cargo de forma interina provavelmente é o presidente da Câmara Municipal de Curionópolis, Raimundo Nonato Holanda, o Nonato Maranhense, que havia sido empossado no primeiro afastamento. O município não tem vice-prefeito desde que a empresária Quelia Regina Pereira Rosa, eleita para o cargo, renunciou.

Publicidade

Veja
Também