Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

No Pará, manifestantes são detidos por fazer ato contra medidas de contenção da covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Manifestantes foram detidos e encaminhados para Seccional do Comércio — Foto: Igor Mota/O Liberal

Um grupo de manifestantes que fazia uma carreata na av. Presidente Vargas, no centro comercial de Belém, foi interrompido pela Polícia na manhã deste domingo (31).

Três pessoas foram presas, sendo dois homens intimados por articularem a manifestação e uma mulher pelos crimes de dano ao patrimônio, resistência, infringir determinação do Poder Público e desobediência. O trio foi levado para delegacia do Comércio.


Os manifestantes estavam participando do evento intitulado “Os patriotas”, que reuniu 14 pessoas na Escadinha do Cais do Porto, segundo a PM. O ato em apoio ao presidente Jair Bolsonaro criticava medidas de contenção do novo coronavírus adotadas pelo governo do estado.

Segundo a Polícia Militar, foi realizada a abordagem e a orientação sobre o descumprimento do decreto e o grupo se dispersou. Em seguida, os policiais verificaram outra aglomeração de manifestantes, próximo a três veículos, com cerca de 20 reunidas. A PM fez nova orientação e advertência, eles dispersaram, mas retornaram gritando palavras de ordem, incitando a manifestação.

Os envolvidos foram levados para a Seccional Urbana do Comércio, onde assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), se comprometendo a não voltar a realizar atos públicos durante a pandemia do novo coronavírus.

A Polícia afirma que Ronaldi David Luna, Marcelo Andrey Alves das Mercês e Elielson Moreira Bezerra de Rezende descumpriram decreto governamental que proíbe a aglomeração de pessoas para evitar a proliferação do novo coronavírus, causador da Covid-19. Os três foram soltos no final da manhã.

Publicidade

Veja
Também