Publicidade

No Pará, mulher é presa por matar ex-marido e ocultar cadáver com a ajuda do neto

A Policia Civil do Pará prendeu, na última segunda-feira (05), Neusa Barbosa Costa e seu neto, Maurício Costa de Lima, por praticarem o crime de homicídio e ocultação de cadáver. Neusa, teria sido agredida pelo seu ex-companheiro, Isaías Costa Santana, sendo que ela e Maurício teriam feito uma tocaia para matar o homem, com Neusa desferido vários golpes de faca na região do abdômen da vítima. A prisão dos acusados ocorreu no Travessão do Cajueiro, na Comunidade de Assurini, em Altamira.

Após praticar o homicídio junto com seu neto, Neusa teria enterrado seu ex-companheiro há cerca de 100 metros da casa, porém ao perceber que o cadáver estava exalando um forte odor, eles atearam fogo ao corpo da vítima, buscando diminuir as pistas do crime, e o enterraram novamente. A prisão foi realizada pela Delegacia de Repressão a Homicídios (DRH) de Altamira, sob comando do delegado Fernando Marcolino, titular (DRH), formada pelos investigadores Claiton Santos e Rodrigo Damasceno, e contou com o apoio da Equipe do Centro de Perícias Renato Chaves.


Após receber a notícia sobre o desaparecimento e possível homicídio de Isaías Costa Santana, o delegado emitiu ordem de missão para que houvesse diligência, em busca de apurar a situação com urgência. Segundo o delegado, de imediato as equipe seguiram em direção ao local do fato. Chegando à propriedade rural apontada, foi encontrada a senhora Neusa Barbosa Costa, residente do local, que em primeiro momento, questionada sobre o fato, negou as acusações e alegou que seu ex-companheiro Isaías Costa Santana, teria discutido com ela, e após desentendimento, teria partido em viagem para a região de Uruará. Logo em seguida, chegou ao local Maurício Costa de Lima, neto de Neusa, que também negou a autoria dos fatos.

Ainda em diligências na propriedade, com ajuda dos moradores, a equipe localizou espingardas de fabricação caseira, em bom estado, municiadas e sem registro, de imediato foi dado voz de prisão aos dois suspeitos. “Após muitas conversas com a equipe, Neusa Barbosa Costa confessou a autoria do crime, assumindo o fato criminoso, e seu neto Maurício Costa de Lima também assumiu participação no caso” enfatiza o delegado Marcolino.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu