Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Novo sistema para acesso à Floresta de Carajás está sendo implantado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um bem que é de todos. Assim a Floresta Nacional de Carajás (FLONACA) está disponível para visitações de quem interessar possa, seja estudantes, pesquisadores, entidades, ou pessoas comuns que queiram apenas desfrutar do ar puro ou de lugares turísticos que existem naquela área que apresenta múltiplos interesses: ambiental, extrativismo vegetal e mineral.

A unidade, criada por meio de Decreto em 02 de fevereiro de 1998 com uma área total de aproximadamente 400 mil hectares, abrangendo os municípios de Parauapebas, Canaã dos Carajás e Água Azul do Norte é conhecida pela grande riqueza mineral, que na década de 80 atraiu muitas pessoas para estes municípios.


No interior da Floresta Nacional de Carajás são realizadas ações de pesquisas científicas, conservação, visitação e proteção, destacando-se as pesquisas envolvendo o gavião-real, a arara-azul grande e as atividades de observação de aves; além de Cachoeira de Águas Claras; Cavernas Ferríferas; Complexo Industrial de Mineração; Trilhas na floresta; Canoagem nos rios do interior da Flona; Vegetação de Canga, única no planeta; Parque Zoobotânico; Serra Sul; Lagoas Pluviais; e Camping. Também é nesta Unidade de Conservação que existe um dos maiores projetos de mineração do Brasil, onde são diariamente exploradas toneladas de Ferro, Ouro, Manganês, Granito e Cobre.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) é o órgão federal gestor da Floresta Nacional de Carajás, e com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Parauapebas, através da Coordenação Municipal de Uso Público da Flona Carajás, autoriza o acesso da comunidade de forma ordenada à Unidade de Conservação para visitação no Parque Zoobotânico e Núcleo Urbano de Carajás.

Cujas autorizações têm como objetivo o acesso de visitantes a esses locais para lazer. Já as pessoas e empresas que prestam serviços terceirizados no Núcleo Urbano de Carajás, devem se dirigir à mineradora Vale, que presta serviço de exploração mineração naquele local.

De acordo com normativas do ICMBio, as pessoas que interessarem acessarem a área da FLONACA continuarão necessitando apenas da apresentação de um documento de identificação pessoal e CPF (para quem possui), além de endereço e algumas outras pequenas informações para garantir de forma gratuita a sua autorização para visitação no Núcleo Urbano e Parque Zoobotânico; O novo sistema de emissão de autorizações de acesso à Floresta Nacional de Carajás no setor de Uso Público na Portaria da Unidade de Conservação é bastante fácil, moderno e seguro.

 

Publicidade

Veja
Também