Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Núcleo Avançado do Centro de Perícias Cientificas Renato Chaves ganha nova sede em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Prefeitura de Parauapebas realizou na manhã desta sexta-feira (25), a inauguração da nova sede do Núcleo Avançado do Centro de Perícias Cientificas Renato Chaves. O órgão que funcionava anteriormente na Rua C, no Bairro Cidade Nova, passa a funcionar na Avenida dos Ipês, Quadra 92, no Bairro Cidade Jardim. Na ocasião, foi feita a entrega de uma viatura para o transporte de corpos.

A solenidade contou com a presença do Prefeito Valmir Queiroz Mariano (SDD), secretários de governo, imprensa e convidados.


Com a criação da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), a Prefeitura de Parauapebas, conseguiu implantar no município o Instituto Médico Legal (IML). O órgão é vinculado ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e oferece à população exames de necropsia, lesão corporal e sexológico, entre outros.

Antes, todos os exames eram feitos a 170 km de Parauapebas, na cidade de Marabá. Um avanço para o município trazer a necropsia para a cidade, pois era um transtorno muito grande para as famílias se deslocarem até o município vizinho.

O órgão trabalha em parceria com a Polícia Civil, haja vista que para acionar algum tipo de serviço como em casos de acidentes de trânsito, mortes, lesão ou danos, é necessário um documento formal dos delegados.
O Centro de Perícia Renato Chaves funciona desde agosto de 2011, já o IML está funcionando desde o dia 9 de fevereiro de 2015, com atividades de necropsia que foram possíveis por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A instalação do órgão em Parauapebas é resultado de uma parceria entre estado e município. O órgão é submetido ao Estado, por meio do Centro de Perícia Científica Renato Chaves, contudo o instituto é uma pasta dentro da Semsi e recebe apoio de estrutura física, servidores, manutenção e limpeza do prédio.

O instituto conta com uma equipe de 41 profissionais, sendo três médicos legistas, 14 técnicos de enfermagem, seis auxiliares administrativos, sete motoristas e seis vigilantes e uma administradora, que se revezam em plantões de segunda a sexta-feira, feriados e aos finais de semana.

Todos os atendimentos são realizados no prédio administrativo atualmente localizado na Avenida dos Ipês, Quadra 92, Lote 15, no Bairro Cidade Jardim. As necropsias são realizadas no anexo localizado na Rodovia Faruk Salmen (no cemitério).

A nova sede é ampla, conta com 16 salas e nove banheiros, oferecendo mais conforto tanto para os periciados, quanto para os servidores. O prédio também dispõe de sala própria para realizar exames sexológicos, além de um laboratório montado aonde são armazenadas as amostras de material recolhidos nos cadáveres, exames de constatação de drogas e nematóides. A estrutura ainda dispõe custodia, sala dos peritos e descanso técnico humanizado.

Apoio de Marabá e Belém

Os exames complementares são colhidos em Parauapebas e encaminhados para Marabá ou Belém, como é o caso do exame colhido em cadáveres. No caso de danos em veículos, quando não há um perito de veículos de plantão na cidade, a unidade local aciona uma equipe de Marabá e marca o dia e horário para que a perícia seja feita, enquanto o veículo fica apreendido na delegacia. Nos casos de local de crime, quando acionada, a equipe de Marabá segue de imediato para Parauapebas.

Atendimentos

Além do município de Parauapebas, o IML atende as cidades de Curionópolis, Eldorado e Canaã dos Carajás. Por conta da demanda regional, grande parte dos atendimentos é de necropsias, depois danos e roubo de veículos, locais de crime (homicídios) e também lesão corporal. A gama de serviços é dividida com atendimento no IML: exames de necropsia, lesão corporal e sexológico, além das perícias do Instituto Criminalista (IC) que são exames de entorpecentes, além de perícias de armas, veículos e danos.

Novidade

O município agora conta com um carro tumba, especifico para fazer remoções. Antes não existia na estrutura do órgão uma viatura para fazer esse tipo de translado, o que ocasionava uma grande dificuldade para remover os corpos. O carro conta com estrutura para atender até quatro corpos em uma única operação.

Publicidade

Veja
Também