Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

OAB Parauapebas aciona justiça e pede que Pronto Socorro continue no Bairro Cidade Nova

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Saiu mais um “capítulo” da “novela” que envolve a proposta da Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (SEMSA), que alegando redução de custos, quer fazer a transferência do Pronto Socorro do Hospital Municipal de Parauapebas (HMP), no Bairro Cidade Nova, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Bairro Cidade Jardim.

Assim que a Secretaria de Saúde anunciou a possível mudança para o dia 24 de outubro de 2016, populares, entidades, como por exemplo o Conselho Municipal de Saúde e até mesmo servidores públicos que atuam no Pronto Socorro, iniciaram uma série de manifestações contra a mudança.


Adiamento da mudança

Após reunião com o juiz Danilo Alves Fernandes, com o promotor Hélio Rubens e com representantes da OAB local, realizada na tarde da última sexta-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) decidiu prorrogar por mais uma semana a mudança do Pronto Socorro Municipal para a UPA e para o Hospital Geral de Parauapebas (HGP).

Desta forma, a mudança está agendada para ocorrer no dia 31 de outubro. A prorrogação da data foi uma orientação da Justiça e do Ministério Público, para que a população seja mais bem informada sobre como ocorrerá o atendimento e também, para melhor definição da questão logística de acesso à UPA, por meio da destinação de rotas específicas do transporte coletivo.

Deivid Benasor - Presidente da OAB
Deivid Benasor – Presidente da OAB

OAB aciona a Justiça

Se depender da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subsede Parauapebas, O Pronto Socorro do Hospital Municipal de Parauapebas vai continuar funcionando no Bairro Cidade Nova. A entidade entrou na Justiça (3ª Vara Cível de Parauapebas) e pediu que a transferência do Pronto Socorro seja cancelada.

O pedido da OAB foi baseado num documento encaminhado à entidade pelo Conselho Municipal de Saúde de Parauapebas, que na oportunidade enumerou várias situações que inviabilizam que o Pronto Socorro seja transferido para a UPA do Cidade Jardim.

Em conversa com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, Deivid Benasor da Silva Barbosa, advogado que é Presidente da OAB em Parauapebas, afirmou que os detalhes repassados pelo Conselho de Saúde atestam que a transferência do Pronto Socorro para a UPA é inviável. “Atendemos o chamado do Conselho de Saúde, acionamos a Justiça e agora estamos esperando uma decisão”, relatou Benasor, que afirmou que o processo se encontra na mesa do Juiz desde o dia 21 de outubro de 2016.

Publicidade

Veja
Também