Obras do Mangueirão devem ser concluídas até dezembro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A reconstrução e modernização do estádio do Mangueirão estão previstas para ser entregues à população paraense até o final do ano e garantirão a ampliação para 35 mil para 50 mil espectadores.

O projeto prevê renovação geral da pintura, reforma geral de banheiros e bares, substituição dos assentos das arquibancadas, substituição do gramado e piso da pista de atletismo, ampliação das áreas de circulação e adequação dos espaços atendendo as normas atuais de federações nacionais e internacionais de futebol.


A obra foi iniciada em fevereiro de 2021, sob a condução da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e representa um investimento de mais de R$ 146 milhões, além da geração de mais de 700 vagas de emprego.

Ruy Cabral, titular da Sedop, informa que o prazo de execução segue o programado. “Estamos avançando, gradativamente, estamos com o cronograma em dia. Esperamos continuar na mesma pegada trabalhando diuturnamente, para mantermos o mesmo ritmo e o compromisso de até o final do ano finalizarmos completamente a obra. Logicamente outras obras estão surgindo em razão das dificuldades e das mazelas encontradas. É o caso da área externa onde nós teremos que ampliar o estacionamento, em razão de alguns problemas que nós detectamos na área atual. Mas isso não será empecilho para mantermos o nosso prazo”, garante o secretário.

Os trabalhos estão em fase de conclusão das fundações. “A parte do quebra-quebra, nós já estamos finalizando e iniciando novas obras. Então nesse ritmo, nós vamos avançando. Estamos trabalhando já na área da cobertura, na recuperação das estruturas, identificando os problemas de natureza estrutural, encontrando a solução para essas questões que se tornaram corriqueiras no Mangueirão, tendo em vista aqueles sucessivos desplacamentos”, acrescenta Ruy Cabral.

Além da modernização, as obras permitirão a adequação do conforme as normas atuais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

veja também