Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Obras do novo Hospital Municipal de Parauapebas se arrastam há 7 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Ministério Público do Pará (MPPA), por meio do promotor Hélio Rubens, visitou ontem (29) as obras do novo Hospital Municipal de Parauapebas (HMP) que iniciaram em 2008. Segundo Rubens, o objetivo foi ver o estágio da obra e detalhes da construção. Até agora, os aditivos ao projeto original elevaram o custo orçado inicialmente de R$ 8 milhões para R$ 50 milhões. De acordo com Andrade Costa, da Decol Engenharia, empresa responsável pela obra, a previsão é que as obras sejam concluídas em outubro deste ano.

Para o promotor Hélio Rubens, não dá para entender como uma obra se arrasta por tanto tempo e com tantos aditivos. Ele avisa que o Ministério Público vai acompanhar de perto a obra, para que ela seja o mais rápido possível entregue a sociedade, “quem é que está pagando por ela?”, indaga. “São recursos de royalties e de outros impostos que estão sendo investidos ali. É dinheiro público, que deve ser revertido em prol da população”, ressalta.


Segundo Rubens, além de acompanhar a obra, o Ministério Público também está fazendo levantamento de todo o processo de construção do Hospital e, se houver algo errado, quem for responsável irá responder por isso. “Estamos analisando todos os detalhes. Vimos que a obra já está quase 90% concluída e estaremos vigilantes para que ela seja entregue o mais rápido possível a população, se não funcionando em sua plenitude, mas pelos menos em parte”, enfatizou.

Obra

Em 2008 foi contratada a empresa Multisul Engenharia Ltda. para realizar as obras do hospital, orçada inicialmente em R$ 8.683.139,35, no prazo de 12 meses. Porém, em razão da necessidade de se realizar adequações ao projeto inicial e alterações em sua execução, as obras foram paralisadas.

Posteriormente, em janeiro de 2011, a prefeitura contratou a empresa Decol Engenharia e Comércio Ltda., no valor de R$ 25.235.644,38, para realizar a execução do projeto de conclusão e ampliação do novo hospital. O projeto já foi alterado várias vezes, o que exigiu prorrogação do prazo de execução e aumento quantitativo nos valores da obra. Até o nono termo aditivo, a obra já alcançava o montante de R$ 39.004.892,93, dos quais aproximadamente 12 milhões referem-se às adequações do projeto inicial. Agora, segundo o Ministério Público, a obra já chega ao montante de R$ 50 milhões.

Saiba mais

O hospital, com cinco andares, conta 155 leitos de internação – incluindo 9 de isolamento –, 10 leitos de UTI Adulto, 5 leitos de UTI Pediátrico, 7 leitos de UTI Neonatal, seis centros cirúrgicos, banco de leite, centro de hemodiálise, quatro salas obstétricas, alas de isolamento, UCI adulto e pediátrico e laboratório de análise clinica.

Reportagem: Tina Santos / Grupo Correio
Foto: Arquivo / Zé Dudu

Publicidade

Veja
Também