Oito mil crianças enxergando melhor na rede pública de educação em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Notícia boa, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), em parceria com a Atenção Primária à Saúde Infantojuvenil iniciou no início deste mês de fevereiro um treinamento com os profissionais de saúde das Unidades Básicas de Saúde (UBS), voltado a saúde ocular das crianças do município.

Na manhã desta segunda-feira, 14, estes profissionais iniciaram o processo de triagem nas escolas detectando quais alunos precisam passar por atendimento oftalmológico. Durante a triagem os profissionais utilizam a tabela de Snellen, também conhecida como optótico de Snellen ou escala optométrica de Snellen, que consiste em um diagrama utilizado para avaliar a acuidade visual de uma pessoa.


“Este trabalho que esta sendo desenvolvido aqui hoje, vai impactar bastante na vida das nossas crianças”, enfatizou a diretora da escola Turma da Monica, Antonia Colins.

A enfermeira Naellyte Vieira é uma das enfermeiras que participou do treinamento e está colocando em prática aquilo que aprendeu. “Eu sem sombra de dúvidas sei que esse trabalho tem que ser bem feito, afinal estamos trabalhando com crianças que por vezes tem dificuldades no aprendizado e os pais não conseguem entender, e isso pode estar ligado a problemas oftalmológicos”, afirmou a profissional de saúde.

Os servidores comparecerão as 46 escolas pactuadas entre os dias 14 a 25 de fevereiro, para a realização da triagem e em seguida a consulta oftalmológica onde o município já garantiu mais de oito mil óculos, para serem confeccionados e entregues a quem necessitar, tudo com base no Programa Saúde na Escola (PSE). Impactando diretamente na melhoria dos estudos e desenvolvimento destes alunos, que receberão toda atenção necessária.

O PSE propõe que as ações de promoção e prevenção de agravos à saúde ocular realizadas no espaço escolar sejam parte integrante da rotina das equipes de saúde e educação. Estas ações têm como foco a identificação, o mais precoce possível, de agravos à saúde por meio de um olhar cuidadoso e singular. O PSE também preconiza que a continuidade do cuidado, quando necessária, seja compartilhada entre as equipes.

Além da triagem ocular, todas as crianças identificadas com baixa acuidade visual durante o período de triagem serão encaminhadas para o Oftalmologista e se houver necessidade serão contempladas com a aquisição dos óculos.

“Enxergar bem é ter qualidade de vida, e é isso que buscamos para nossa gente. Em inúmeras conversas com o Prefeito Darci Lermen, ele sempre viu isso com bons olhos e agora com essas parcerias vamos avançar e muito para um futuro melhor para essas oito mil crianças atendidas. Isso é só o início, o projeto prevê que outras milhares de crianças sejam contempladas o quanto antes”, afirmou o Secretário de Saúde do Município, Gilberto Laranjeiras.

veja também