Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Oito vereadores rejeitam pedido de Consulta Popular sobre transporte público

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na Sessão Ordinária realizada na última terça-feira (13), o vereador Bruno Leonardo Araújo Soares (PP), apresentou um requerimento solicitando ao Poder Legislativo que fosse realizada uma consulta pública a respeito da concessão e permissão do serviço de transporte público de passageiros da zona urbana e rural de Parauapebas.

De acordo com Bruno Soares, líder da bancada do Partido Progressista (PP) na Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas, a consulta popular tinha como objetivo compartilhar com a população as informações sobre a regulamentação do sistema de transporte urbano do Município de Parauapebas. “Desta forma, ampliam-se as discussões e os cidadãos e empresas podem se manifestar sobre a minuta do Projeto de Lei nº. 28/2013, o qual dispõe sobre a Regulamentação do Sistema de Transporte Público, nas Modalidades Transporte Público Coletivo, Transporte Privado Coletivo, Transporte de Pequenas Cargas, Condução Escolar, Táxi, Moto-Táxi e Moto-Frete que está em tramitação nesta casa. A Consulta Popular seria o passo mais importante do processo de aprovação do Projeto nesta casa, pois além de ser democrático, permitiria com a participação da sociedade civil aprimorar a proposta. Infelizmente oito dos 15 vereadores disseram não ao pedido, porém, irei continuar atuando para que os munícipes de Parauapebas tenham um transporte público de qualidade”, destacou Bruno Soares.


O documento apresentado por Bruno Sares e que foi rejeitado por 8 vereadores iria pedir que a Comissão Permanente de Terras, Obras e Serviços Públicos, Minas e Energia fosse acionada, nos termos do art. 51 do Regimento da Casa, para viabilizar a Consulta Popular.
Após as sugestões, caberia ao Poder Legislativo fazer as Emendas necessárias ao Projeto de Lei supracitado.

Por sua vez, Bruno Soares convidou todos os vereadores para subscreverem o documento. “Não quero aparecer, quero apenas que a comunidade de Parauapebas seja ouvida, afinal, são os populares que de fato usam o transporte público”, destacou o vereador do PP.

Publicidade

Veja
Também