Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Estado terá que contratar intérprete de libras para atender estudantes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Marilda Dutra, professora de Geografia, e Marcia Maisa Leite Buss, intérprete e seus alunos em sala de aula, da EE Nossa Senhora da Conceição. EDUARDO MARQUES/TEMPO EDITORIAL

Atendendo uma solicitação do MPPA a justiça determinou ao Estado a contratação de mais um interprete de libras para a Escola Estadual Dorothy Stang, localizada no município de Jacundá. A contratação deve ocorrer mediante processo seletivo simplificado e o prazo dado pela justiça para a contratação foi de 30 dias.

Além de contratar um novo interprete o Estado deverá providenciar a implantação de uma sala multifuncional na escola, espaço dotado de equipamentos, recursos de acessibilidade e materiais pedagógicos que auxiliam na escolarização dos alunos com necessidades educacionais especiais.


A escola Dorothy Stang já possui dois interpretes de libras contratados em 2017, após requisição do MPPA . Porém, a demanda da escola aumentou havendo a necessidade de contratação de mais interpretes. “O MPPA fez uma solicitação à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que não atendeu ao pedido, não tendo o cuidado e atenção de verificar se houve aumento de alunos”, argumentou na ação o promotor de Justiça Sávio Ramon Batista da Silva.

Sem interpretes de libras suficientes os portadores de deficiência auditiva da escola Estadual Dorothy Stang vão à escola somente para fins de presença, uma vez que não conseguem compreender a matéria apresentada pelos professores.

Veja a íntegra da decisão

Publicidade

Veja
Também