Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Mais dois corpos são encontrados em terrível acidente registrado na PA-275

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O terrível acidente registrado no final da tarde da última sexta-feira (19) tinha feito oficialmente duas vítimas fatais. São elas: Sabrina Cristal Rodrigues Alves, de 18 anos, e Antônio do Nascimento Alves, de 56. Porém, infelizmente o número aumentou para quatro mortes, tendo em vista, que neste domingo (21) mais duas pessoas foram encontradas sem vida no local.

De acordo com informações repassadas à reportagem por uma fonte do Instituto Médico Legal (IML) de Parauapebas, os desaparecidos seriam um casal que morava na “Capital do Minério” e que estava voltando de uma pescaria. Infelizmente os dois foram encontrados sem vida, soterrados no minério que caiu de uma carreta bi-trem no momento do acidente. Assim que as autoridades confirmarem a identidade do casal, iremos atualizar a matéria.


Como o acidente envolveu cerca de 10 veículos, muitos dos quais capotaram, outros pegaram fogo, os veículos se espalharam por vários metros ao redor da pista da PA-275, entre Eldorado do Carajás e Curionópolis, local do acidente.

 

As causas do acidente ainda não estão bem esclarecidas, mas tudo indica que o desastre teve início quando algumas melancias começaram a cair de um caminhão, de modo que os motoristas de veículos menores que vinham atrás começaram a parar para catar as melancias.

Foi nessa hora que o condutor de uma carreta bi-trem que vinha em sentido contrário perdeu a direção do veículo porque estava atrapalhado pelas melancias e pelos condutores na pista. A versão é do subtenente Rilson Souza Mourão, do Corpo de Bombeiros, que viajava com o amigo Marcelo Salame, em direção a Parauapebas.

Segundo ele, ao chegar ao local do acidente (a 8 km de Curionópolis), viu dois veículos pequenos parados à frente e mais um caminhão de melancia e um caminhão baú. Ele conta que tentou passar bem devagar, quando ouviu a pancada da carreta bi-trem carregada de manganês, que vinha em sentido contrário, atingindo o baú, o caminhão de melancia e bateu também no carro deles.

 

O subtenente relata que desceu precipício de sete metros e capotou entre cinco e seis vezes. Ele conseguiu sair do carro pelo vidro traseiro, subiu para pedir ajuda, mas ao chegar à pista viu o cenário terrível de incêndio e pessoas presas nas ferragens pedindo socorro.

O bombeiro diz que a carreta começou a pegar fogo, incêndio se alastrou pela vegetação e as pessoas começaram a entrar em pânico. Foi quando chegou uma viatura policial e também uma ambulância, que começaram a socorrer as pessoas.

Mourão diz ter ficado sabendo, ainda no local, que morreram quatro pessoas. Essa informação, de certa forma, bate com o IML, pois duas vítimas foram encontradas na área do acidente e outras duas pessoas ainda permaneciam desaparecidas até este domingo.

Um advogado de Marabá, que viajava com a família, também se envolveu no acidente. A caminhonete dele foi atingida, caiu da ribanceira e pegou fogo.

Antes que as chamas consumissem o carro, ele conseguiu quebrar o para-brisa lateral e salvar a si e sua família. Mas perdeu todos os documentos e objetos de valor, além do próprio veículo, consumido pelas chamas.

Publicidade

Veja
Também