Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Operação “CONATIBUS” da Polícia Federal investiga crimes eleitorais em Parauapebas

Foto: Drone | Anderson Souza

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (8), a Operação “CONATIBUS” que investiga os crimes de falsidade ideológica eleitoral (popularmente conhecido como caixa dois) e lavagem de capitais.

Estão sendo cumpridos 3 (três) mandados de busca e apreensão nas cidades de Parauapebas e Marabá no Estado do Pará e em Palhoça no Estado de Santa Catarina.

Segundo a PF, a investigação teve início a partir de indícios de falsas doações eleitorais para campanha eleitoral de 2020 no município de Parauapebas/PA, sendo que os valores utilizados para doação não eram provenientes das origens declaradas.

Foram realizadas diversas doações, sendo que duas delas no R$ 500 mil e outra de R$ 300 mil, despertaram suspeitas. Um dos autores confessou a prática delituosa informando que foi cooptado para realizar a doação para campanha eleitoral do candidato e que em troca receberia certa quantia.

Com a confirmação da hipótese criminal, os envolvidos podem responder pelo crime de falsidade ideológica eleitoral (previsto no art. 350 do Código Eleitoral) com pena de até 5 anos e lavagem de capitais (do art. 1° da Lei n° 9.613/98) com pena de até 10 anos.

Foi adotada logística especial de preservação de todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos investigados, testemunhas e policiais com a finalidade de evitar o contágio da COVID-19.

As investigações seguem em andamento e a Polícia Federal não divulgou os nomes dos acusados.

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário