Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Operação da Polícia Civil contra “Fake News” manda duas pessoas para a cadeia em Tucuruí

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil do Pará desencadeou na manhã da última sexta-feira (2) a primeira fase da “Operação Último Sorriso“ que tem como alvo identificar e prender pessoas responsáveis por produzir e disseminar matérias conhecidas no mundo digital como “fakes” com intuito de denegrir moradores e autoridades de Tucuruí.

Pela manhã, foram apresentados na 15ª Zpol de Tucuruí, Fábio Campos Nascimento, conhecido por ser administrador de um grupo de WhatsApp chamado “FN Notícias” e o odontólogo Romolo Cuppari, proprietário da página de Facebook “Salim Muchiba” que ficou muito conhecida na cidade.


A Polícia investiga o caso há mais de cinco meses e com a quebra do sigilo eletrônico e informações fornecidas pelo Facebook mediante autorização judicial levaram a identificação dos envolvidos. A investigação concluiu que Fábio Nascimento é responsável por produzir e distribuir matérias conhecidas no mundo digital como “fakes news” com intuito de denegrir principalmente autoridades e grupos políticos.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos endereços residenciais e comerciais dos suspeitos, resultando na apreensão de celulares, computadores e documentos. Fábio Nascimento ocupava o cargo de Diretor de Departamento no Governo Artur Brito, já Romolo foi coordenador de Saúde Bucal na gestão do prefeito assassinado Jones William.

A operação foi conduzida pelo superintendente da Região do Lago, delegado Sandro Rivelino. A operação contou com mais de 10 Policiais Civis. Uma faixa dando as “boas-vindas” aos dois homens encaminhados foi estendida frente à delegacia.

 

O nome “Último Sorriso” é em alusão à frase “quem ri por último ri melhor” e dessa vez não foram os criminosos que saíram sorrindo. A operação deixa claro que não existe anonimato nas redes sociais e que a polícia está de olho nesse tipo de crime e os envolvidos responderão criminalmente e civilmente pelos atos praticados.

Reportagem: Denis Aragão/Lide News

Publicidade

Veja
Também