Operação das polícias Militar e Civil recupera várias motos roubadas em Eldorado do Carajás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Rodoviária Estadual em conjunto com a Polícia Militar e Polícia Civil de Eldorado do Carajás, recuperou 11 motocicletas com registros de roubo. As apreensões aconteceram em um só dia, nesta quinta-feira (10) em vários locais da cidade.

O comandante da Polícia Militar de Eldorado, que fez questão de acompanhar toda a operação, tenente Honorato, disse que foi uma ação integrada para coibir vários tipos de crimes que são praticados com o uso de motocicletas e classificou a operação como um sucesso. Ele disse ainda que foi apenas o início, sem ter hora e data para terminar.


Tenente Honorato agradeceu ao Major Erik do Batalhão Rodoviário Estadual que esteve junto nessa grande operação e obteve resultados extraordinários em benefício da sociedade eldoradense. Honorato reforçou o compromisso da Polícia Militar com a sociedade eldoradense, acrescentou dizendo que outras operações como essa estão por vir, tanto na zona rural, como no centro urbano.

Em entrevista concedida à nossa reportagem, o comandante da Polícia Rodoviária Estadual que participou da operação, PM Major Erik, disse que o motivo da operação é coibir os crimes praticados em motocicletas, e que por esse motivo, a ação foi integrada com o Batalhão Rodoviário Estadual do 23º Batalhão e da 25ª Cia de Eldorado, resultando na apreensão  de onze motocicletas.

A motocicleta é um dos principais vetores de tráfico de drogas e de assaltos, então é de grande valia o resultado dessa operação. “Nós iremos fazer novas operações e voltaremos aqui nessa cidade para garantir a vida social e o sossego da população. Trouxemos do Batalhão Rodoviário 15 policiais e reforçamos com os policiais de Eldorado, sem ter hora para terminar, estamos aqui imbuídos na missão com a força tarefa em parceria também com a Polícia Civil com o foco principal que são as motocicletas roubadas”, relatou o Major Erik.

veja também