Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Operações da Vale empregam 32 mil pessoas no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Antes, Ana Cleide era operadora de caixa agora comanda um dos gigantes da mineração, somente o pneu mede 3 metros de altura

Antes de iniciar sua carreira na maior mina a céu aberto do mundo no complexo minerador de Carajás, em Parauapebas, no sudeste do Pará, Ana Cleide Diniz Santos era operadora de caixa no shopping. A mudança segundo ela foi significativa. Mas pode-se dizer também que, no mínimo, foi grande, porque o caminhão fora de estrada que hoje Ana conduz na mina é um gigante, só o pneu mede três metros de altura.

Mas muito além do tamanho, o caminhão tem feito ela subir degraus e comandar do alto uma transformação na sua vida e conquistar o desejo de muitas mulheres: a sua independência.  “O caminhão representa uma grande conquista para mim como mulher e no meio da mineração. Foi onde eu consegui superar todos os meus medos e hoje eu sou uma pessoa segura do eu que faço, independente”, comemora ela.


 

Ana é uma das 32 mil pessoas que atuam hoje na atividade de mineração no Pará dentro das operações da Vale. O número está na publicação Vale+, que traz um balanço de atuação da empresa referente ao período de julho a setembro deste ano. De acordo com a publicação, os investimentos socioambientais da empresa totalizaram R$ 77,7 milhões.

A publicação traz também informações sobre projetos voltados para implantação de sistemas agroflorestais no sudeste do Estado, que tem favorecido a geração de trabalho e renda no campo e pode se apresentar como uma alternativa para a diversificação da economia na região. A publicação pode ser acessada no link www.vale.com/pa.

Publicidade

Veja
Também