Publicidade

Pai tem que fazer parto e bebê morre por falta de médico em hospital

A morte de um recém-nascido, na tarde deste domingo (28), no hospital Anita Gerosa, em Ananindeua, foi denunciada pelo pai do bebê à reportagem do Diário Online. Segundo o homem, não havia médico no momento do parto e a criança faleceu por negligência do hospital.

Segundo Márcio Luiz Carvalho, pai da criança, ele próprio teve que fazer o parto do bebê, juntamente com uma equipe de três enfermeiras, já que não havia médico naquele momento no hospital.


“Isso foi um caso de negligência médica. Tem restos do cordão umbilical embaixo da minha esposa ainda. Eles mataram meu filho”, relatou Márcio.

De acordo com o pai, o hospital teria afirmado que a criança morreu por aspiração de mecônio (substância pastosa de cor esverdeada que é coletada no intestino do feto e constitui as primeiras evacuações dos recém-nascidos), mas ele exige maiores esclarecimentos.

“O médico não tava aqui. Foi aparecer quando a criança estava desfalecendo. Vou exigir todos os documentos, inclusive os nomes de quem estava no momento. Não vou permitir que eles digam que havia médico na hora do parto”, concluiu Márcio.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

All articles loaded
No more articles to load
Pebinha de Açúcar Comunicação e Marketing
LTDA-ME – CNPJ: 05.200.883.0001-05
Parauapebas – Pará – Brasil
(94) 99121-9293 (whatsapp) | (94) 98134-2558

Acompanhe o Pebinha nas redes sociais

Copyright © Pebinha de Açúcar – 2018. Todos os Direitos Reservados.

Fechar Menu