Pará registra perda de quase três mil postos de trabalho em janeiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Quase três mil pessoas foram desligadas de postos de empregos formais no Pará no mês de janeiro de 2019, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com um estudo apresentado nesta quinta-feira (28), o estado foi o que mais perdeu postos de trabalho na região norte. No último mês, foram realizadas 21.146 admissões contra 25.227 desligamentos, gerando um saldo negativo de 2.919 postos de empregos formais.

Segundo a pesquisa, a região norte tem uma perda acumulada de mais de 6.400 vagas. Depois do Pará, o estado que mais perdeu postos foi Rondônia, com menos 830 vagas, seguido pelo Acre, com menos 777.


A pesquisa afirma ainda que o setor da construção civil foi o que mais contribuiu com a queda, perdendo mais de 1.825 postos de trabalho. Além disso, os setores do Comércio, Administração Pública, Agropecuária e Indústria também apresentaram perda de funcionários. Somados, os setores contribuíram com a perda de mais de mil postos.

Balanço anual

Apesar da queda em janeiro, o Pará tem um saldo positivo na geração de emprego nos últimos 12 meses. Durante o período, o Dieese constatou a admissão de 271.510 funcionários contra 255.940 desligamentos. Isso representou um crescimento de 2,20% na criação de novas vagas.

Publicidade

veja também