Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Pará tem mais de 3 mil pacientes recuperados de Covid-19; Parauapebas soma 110

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Hospital Geral de Parauapebas (HGP)

Mais de 3 mil casos de pacientes recuperados do novo coronavírus no Estado foram registrados pela Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) na quinta-feira (7). Entre eles está o empresário de transporte escolar e turismo, Roberto Lira, 45, que passou 13 dias internado em uma das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Abelardo Santos. O município de Parauapebas, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), soma 110 pacientes recuperados.


Internado no Abelardo Santos, Roberto Lira passou 13 dias na UTI. Ele teve alta na última segunda-feira (4)

“A equipe multiprofissional do Abelardo merece mais que parabéns, deveriam receber um prêmio por serem tão cuidadosos e atenciosos com os pacientes. Estava com o pulmão muito comprometido, febre persistente e com falta de ar. Recebi todo o tratamento para que eu melhorasse, me senti muito bem lá”, afirmou Roberto, que foi internado na UTI do Abelardo Santos no dia 22 de abril e teve alta na última segunda-feira (4).

Ao receber alta, Roberto posou na saída do hospital com um cartaz feito pela sua irmã com a mensagem “Eu estava errado. Não é só uma gripezinha. Eu venci o coronavírus. Fiquem em casa” e afirmou que algumas pessoas podem não apresentar muitos sintomas, mas em outras eles são muito fortes, por isso reforça a necessidade de que todos fiquem em casa. “Eu não faço parte de nenhum grupo de risco e fiquei muito mal e com medo de não sair. Precisamos preservar a vida de todas as pessoas”, alertou. O empresário segue em isolamento e continua com o tratamento e exercícios respiratórios em casa.

O fisioterapeuta da Fundação Santa Casa de Misericórdia, Reinaldo Ferreira, assegura a importância de que todas as pessoas, com sintomas ou não, façam exercícios para fortalecer o sistema respiratório.

“A fisioterapia é preventiva, terapêutica e reabilitadora. Mesmo quem não tem sintomas precisa fazer os exercícios para aumentar a capacidade respiratória e diminuir as possibilidades de sentir desconforto” – Reinaldo Ferreira, fisioterapeuta da Santa Casa.

O profissional afirma que inúmeros pacientes com Covid-19 sofrem processos de inflamação no pulmão, o que dificulta a oxigenação das células. “Os pacientes que tiveram alta, principalmente os que precisaram ser intubados, devem continuar com os exercícios para evitar a fibrose pulmonar e para que o processo de troca de gases no pulmão seja normalizado”, ressalta.

O atendente de farmácia Antonio Jorge também se recuperou do novo coronavírus

O atendente de farmácia Antônio Jorge, 45, também recuperado do novo coronavírus, ressaltou a importância de continuar fazendo os exercícios pulmonares que a equipe multiprofissional do hospital indicou. Antônio recebeu tratamento no Abelardo Santos e esteve internado desde o dia 26 de abril, ao apresentar quase 50% dos pulmões comprometidos e a saturação descompensada.

“Quando cheguei no hospital com falta de ar, me encaminharam para fazer os exames, me colocaram no oxigênio e logo me internaram. Agradeço a todos os profissionais que cuidaram de mim. Além do atendimento nota 10, eles nos davam esperança e ânimo todos os dias para que nós tivéssemos confiança de que iríamos sair”, relatou. O atendente recebeu alta no último domingo (3) e continua com os exercícios de fisioterapia pulmonar como parte do processo de recuperação.

Publicidade

Veja
Também