PARAUAPEBAS: Donos de bares e restaurantes anunciam manifestação em áreas da Vale e grandes centros comerciais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um aviso dado, cuja ação poderá ser suspensa caso o Poder Público tome providências em favor dos manifestantes, que dizem estar agindo assim pela necessidade de trabalhar. São donos de bares e restaurantes  e seus respectivos funcionários que anunciam o protesto, levando em conta que a atividade minerária nunca para, independentemente dos números de casos de infecção por Covid-19 em Parauapebas.

O panfleto virtual distribuídos por representantes da categoria mensura que 48% dos infectados são ligados em atividades da mineração; e nele, de acordo com o anunciado, a paralisação  deverá acontecer no dia 16, sexta-feira, quando deverá parar às 4 horas da manhã a entrada de Parauapebas, pela Rodovia PA-275, a Portaria da Floresta Nacional de Carajás (FLONACA) e ainda a Rodovia Faruk Salmen, nas proximidades do Parque de Exposições Agropecuária.


 

Mas, não é apenas a atividade mineral que os manifestantes pretendem paralisar, pois, a partir das 7 horas do mesmo dia, os bloqueios deverão chegar aos principais centros comerciais, sendo o Partage Shopping e o Mix Mateus, além do Assai Atacadista. E caso, não tenham as pautas atendidas, o protesto chegará, às 9 horas na Prefeitura Municipal de Parauapebas.

O plano dos manifestantes é de manter as interdições exatamente nos locais em que, por mais que não se admita, acontecem concentração de pessoas, podendo ser responsáveis pela transmissão do vírus e que, mesmo assim, é mantido o funcionamento.

Ainda conforme o anunciado no panfleto virtual, não há previsão para liberação dos locais bloqueados.

 

veja também