Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas: Educadores participam de formação do projeto “A Cor da Cultura”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais de 90 educadores da rede municipal de ensino de Parauapebas participaram da formação continuada do projeto “A Cor da Cultura”, do Ministério da Educação (MEC), no período de 11 a 13 de setembro, no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup). A formação busca valorizar o patrimônio cultural afro-brasileiro, em apoio à implementação da Lei n.º 10.639.

Nesta primeira etapa do projeto, professores e coordenadores pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram de debates, oficinas e palestras sobre a temática. A próxima etapa acontecerá em ambiente virtual e, em fevereiro de 2014, ocorrerá a terceira e última etapa, que será presencial.


No último dia de formação, a educadora Marilu Campelo, doutora e docente da Universidade Federal do Pará, palestrou sobre a cultura afro-brasileira e elencou alguns preconceitos, entre os quais a ignorância. “Desconhecemos a história da população negra, desconhecermos a história da África e pior: não nos conhecemos”, discute a doutora.

A cerimônia de encerramento, ocorrida na última sexta-feira (13), contou com a presença de Sandra Vale, produtora executiva do projeto “A Cor da Cultura”; da secretária municipal de Educação, Juliana de Souza; do representante da Vale, Janderson Rodrigues; e de representantes de instituições parceiras no projeto. Um grupo de educadores se apresentou, catando ao som de violão a música “Canto das três raças”, de Clara Nunes, que foi acompanhada por todos os presentes no auditório do Ceup.

Várias pessoas foram beneficiadas com a formação oferecida pela SEMED
Várias pessoas foram beneficiadas com a formação oferecida pela SEMED

Multiplicadores
A secretária de Educação, Juliana de Souza, advertiu os educadores sobre a importância de colocar em prática o que aprenderam na formação. “O desafio está posto. É hora de desconstruir velhas ideias, reconstruir e construir novas hipóteses, principalmente dentro do âmbito escolar, para que assim possamos formar cidadãos plenos”, enfatiza a secretária.

Segundo Janes Vargem Costa, coordenadora de História de 3° e 4° ciclos da Semed, a formação veio para somar com as práticas pedagógicas em andamento. “Tudo o que nos foi questionado na formação só agrega valor ao nosso projeto pedagógico. Agora, temos que cumprir o nosso papel como multiplicadores e passar adiante”, relata Jane.

A Cor da Cultura
O projeto visa garantir a valorização e preservação do patrimônio cultural afro-brasileiro, realizado via parceria entre o Canal Futura, o Centro de Informação e Documentação do Artista Negro (Cidan), a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), a Fundação Cultural Palmares, Ministério da Educação, TV Globo e Petrobras.

Reportagem e fotos: Messania Cardoso

Publicidade

Veja
Também