Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Parauapebas levará 40 propostas para a Conferência Estadual de Assistência Social

No último dia da IX Conferência Municipal de Assistência Social de Parauapebas, após debates e discussões realizadas por eixos específicos, foram criadas e aprovadas pelos presentes, cerca de 40 propostas que serão levadas à Conferência Estadual de Assistência Social, em setembro.

Ficaram responsáveis por defender as propostas, a nível estadual, definidas neste sábado (3), seis delegados da sociedade civil e seis suplentes, e seis delegados e dois suplentes da esfera governamental, eleitos neste sábado (03), por voto direto.

Entre as principais propostas estão: A destinação de no mínimo 6% do orçamento geral do município para a política de assistência social; A implantação de mais um CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e realização de concurso público específico para a assistência social para atender a demanda do município.
Irenilde Barata, vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Parauapebas (COMASP) agradeceu a participação dos presentes e dos organizadores, em especial a titular da pasta, Leudicy Leão, que não mediu esforços para a realização desta conferência. “Estou bastante satisfeita com os resultados obtidos na IX Conferência Municipal de Assistência Social e espero que os objetivos traçados sejam atendidos”, disse Irenilde.

Na opinião de Gildete Prates, da ONG Bom Samaritano, o empenho dos presentes em avaliar o serviço social em Parauapebas foi decisivo. “A sociedade civil e o governo municipal desenvolveram um trabalho muito bem feito, positivo e participativo. Tenho certeza que colheremos bons frutos e com isso poderemos aprimorar, ainda mais, o serviço prestado aos usuários do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”, comemorou a representante da ONG.

Josenilson Gomes, secretário municipal adjunto de Assistência Social e diretor do SUAS, espera que com mais financiamento das esferas estadual e federal, Parauapebas possa aprimorar e criar novos mecanismos de apoio às pessoas em vulnerabilidade social, como é o caso do Centro Pop, criado nesta gestão, voltado ao atendimento de moradores de rua e com problemas de alcoolismo.

Para Leudicy Leão, secretária municipal de Assistência Social, a ampla adesão de ONGs, usuários referenciados do SUAS, professores e membros do Judiciário, além do engajamento COMASP, demonstrou a importância que o tema tem para a população.“Foi um trabalho bastante proveitoso. Os novos delegados levarão todas asdemandas e perspectivas de Parauapebas para a conferência estadual e para a nacional”, afirmou a secretaria Leudicy, que aproveitou a oportunidade para convidar os presentes para o evento de divulgação do Conselho da Pessoa com Deficiência, que acontecerá dia 23 de agosto.

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário