PARAUAPEBAS: Mais de 100 cursos são oferecidos gratuitamente para empreendedores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Que tal você aproveitar esse momento difícil de pandemia para aprender um pouco mais pela internet e agregar esse conhecimento aos seus negócios? A motivação parte da Sala do Empreendedor da Prefeitura de Parauapebas e do Sebrae, que, em parceria, trabalham para que empreendedores não desanimem frente a uma das maiores crises de saúde vividas pelo planeta.

“E nada melhor que aproveitar esse tempo para fazer excelentes cursos on-line oferecidos pelo Sebrae, que é o principal parceiro da Sala para especialização do empreendedor, para que ele aprenda a cuidar do seu negócio, aprenda a investir melhor e para que aprenda também sobre as novidades no mercado”, aponta o coordenador de Empreendedorismo, João Evandro Coutinho.


Para participar dos cursos, que são gratuitos, basta acessar o site sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/cursosonline e escolher entre mais de uma centena de cursos, com cargas horárias que vão de 1 a 50 horas. Você quer aprender a turbinar o seu negócio? Ou saber como expandi-lo? Tem tudo lá na página.

Há outros temas interessantes, entre os quais “Marketing Digital”, “Como controlar o fluxo de caixa”, “Como vender pela internet na crise do coronavírus”, “Atrativos Turísticos”. Evandro Coutinho diz que são temas pensados estrategicamente “para que o empreendedor aprenda, por exemplo, a empreender, a como visualizar sua ideia e colocá-la no mercado de trabalho, aprenda a gerir pessoal e tudo o que é necessário para o crescimento e sucesso de qualquer negócio”.

Expansão on-line

Inaugurada em dezembro de 2018 pela Prefeitura de Parauapebas, a Sala do Empreendedor oferece cursos presenciais periodicamente aos microempreendedores individuais (MEIs), micro e pequenos e empreendedores. Mas devido à pandemia teve que suspender tudo.

A saída para que os empreendedores não parem é mostrar para eles que aprender pela internet tem feito bastante diferença. E positiva para quem resolveu investir em vendas on-line. Pesquisas feitas por várias instituições mostram que o chamado e-commerce nunca cresceu tanto em todo o mundo.

No ano passado, no Brasil, o volume de pedidos pela internet saltou de dois milhões para seis milhões. Mais de dez milhões de brasileiros usaram a compra on-line pela primeira vez. Segundo a Mastercard SpendingPulse, o e-commerce cresceu 75% em 2020, comparando-se a 2019.

“As vendas on-line têm crescido substancialmente desde o ano passado. É algo que chegou para ficar, mesmo com o fim da pandemia. Então, é aconselhável que o empreendedor faça, entre outros cursos, o de Marketing Digital, para aprender os caminhos de venda pela internet”, orienta a gerente regional do Sebrae em Parauapebas, Ana Suzi Rego.

Com o aprendizado, naturalmente aumentam as chances de os negócios avançarem. Mas, conforme observado pela gerente do Sebrae, é preciso que o empreendedor se dedique para fazer a diferença no mercado.

Ao destacar a importância da parceria com o Sebrae, Evandro Coutinho diz que a proposta da prefeitura “é que mesmo neste momento de pandemia a gente consiga entregar conhecimento para quem quer empreender, vencer, para quem quer gerar emprego em nosso município”.

+2

Publicidade

veja também