Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas: Oito presos de alta periculosidade fogem da Carceragem do Rio Verde durante a madrugada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais uma vez a carceragem que fica localiza no bairro Rio Verde, em Parauapebas foi alvo de fuga de presos que superlotam as dependências da única cadeia pública da cidade.

Na madrugada desta quarta-feira (8), os detentos da carceragem aproveitaram a “calada da noite”, cerraram as grades de uma das celas e oito criminosos considerados de alta periculosidade acabaram fugindo e “ganhando as ruas de Parauapebas”.


A fuga só não ganhou números ainda maiores porque um policial de plantão acabou vendo a movimentação e disparou vários tiros de arma de fogo para cima, o que acabou “acalmando” os ânimos de outros detentos que já se preparavam para fugir.

Em declarações prestadas à imprensa local, o Comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, Tenente Coronel Sandro Queiroz, confirmou a fuga de oito presos de alta periculosidade, sendo alguns deles assassinos e estupradores e reconheceu que a carceragem do Rio Verde é um local inadequado para receber esses indivíduos. “Temos ciência que a carceragem é inadequada e não comporta mais sua população carcerária. Um novo presidio está em construção e nós temos que verificar essa situação do andamento das obras, para que até o final do ano o presidio possa ser inaugurado e possamos acabar com esse problema, e com isso a população do Rio Verde possa ficar mais tranquila”, destacou a autoridade policial.

Veja as fotos dos fugitivos:

Nova cadeia pública

Desde 2013 o Governo do Estado, liderado por Simão Jatene (PSDB), iniciou as obras da nova cadeia pública de Parauapebas, que está sendo construída em uma área doada pela Prefeitura de Parauapebas nas proximidades da VS-10, porém, as obras estão em atraso total, já foram paralisadas por mais de duas vezes e não tem se quer previsão da data de inauguração.

O projeto arquitetônico da nova unidade prisional prevê o monitoramento dos detentos da mesma forma como já ocorre em Breves-PA e nos projetos das novas unidades de Santarém-PA, onde os agentes penitenciários fazem a vigilância e abertura das celas a partir do andar superior do presídio. As lajes de cobertura seguem uma concepção arquitetônica que proporciona conforto térmico tanto para os internos quanto para os agentes.

Também pelo andar superior, os agentes contarão com pontos estratégicos de observação do solário, espaço destinado ao banho de sol dos internos, possibilitando uma visão ampla do espaço. Os alojamentos dos agentes prisionais são separados por gêneros, e também estarão no segundo andar da unidade prisional, com banheiros e uma área de refeitório.

Os internos que estiverem custodiados na nova unidade prisional de Parauapebas receberão assistência em diversos serviços, como atendimento odontológico e ambulatorial, consultórios médicos, enfermaria, assistentes sociais, psicólogos, espaços destinados ao atendimento da Defensoria Pública, biblioteca, laboratório de informática, salas de aula e áreas de visitação e lazer para crianças.

Pelo projeto, tudo é lindo, agora resta saber se as obras irão ser finalizadas, afinal, a população de Parauapebas, principalmente os que moram nas proximidades da Carceragem do bairro Rio Verde estão apreensíveis, e com razão, afinal, as fugas de presos por lá são cada vez mais comuns.

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo / Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também