PARAUAPEBAS: Pistoleiros chegam em casa de homem, perguntam por ele e o executam

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O homicídio ocorrido na última segunda-feira (3) em uma ocupação nas proximidades da Vila Cedere I está sob a investigação da Polícia Civil, que trabalha com duas linhas de investigação, sendo a primeira, execução por possível acerto de contas, já que, de acordo com informações de moradores daquele logradouro, a vítima seria envolvida com o tráfico de entorpecentes, sendo que se apresentava como membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A segunda, seria ciúmes, tendo em vista que de acordo com informações obtidas pela reportagem, os policiais militares que atenderam a ocorrência perguntaram ao irmão do morto se ele tinha desavenças com alguém, sendo que foi informado que recentemente recebeu ameaças do ex-marido da sua atual esposa.

Trata-se de Cláudio Ferreira da Silva, 41 anos de idade, executado por dois homens que chegaram ao local e perguntaram quem era o “Padeira”, apelido de Cláudio, e em seguida, dispararam duas vezes contra ele que caiu no local sem chances de defesa, morrendo instantaneamente.


 

Como é “de lei”, a equipe do Instituto Médico Legal (IML) levou o corpo para exames necropsiais e em seguida deverá ser liberado para a família proceder o sepultamento.

O caso segue sendo investigado pela Divisão de Homicídios da 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas para que o crime seja esclarecido e os responsáveis sejam presos e fiquem à disposição da Justiça.

veja também