Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

PARAUAPEBAS: Polícia tenta identificar criminoso morto em intervenção

A Polícia Civil segue trabalhando para identificar o assaltante morto durante uma intervenção policial em Parauapebas. Para o CORREIO, o delegado Melquesedeque da Silva Ribeiro explica que até o momento nenhum familiar foi até o Instituto Médico Legal do município para reconhecer o corpo.

“Estamos aqui para informar à comunidade que ele possui duas tatuagens de peixes, uma em cada braço. Também uma tatuagem pequena, na altura da virilha, com o desenho de um coelho. São sinais que a gente tem e que podem ajudar a identificar esse rapaz”.

O homem possuía peixes tatuados em ambos os braços e um coelho desenhado na virilha

Entre os métodos utilizados pelas autoridades para o reconhecimento do corpo também foram colhidas as impressões digitais, mas os peritos não localizaram nenhuma digital correspondente no banco de dados do Estado. Esse fator pode indicar que o criminoso era de fora do Pará.

“Se tiver algum interessado que tenha, recentemente, do dia primeiro até hoje, algum parente desaparecido, pode tentar fazer o reconhecimento do corpo que ainda não foi sepultado”.

CÂMERAS DE SEGURANÇA

A residência invadida possui câmeras de segurança e a ação criminosa foi registrada, mas devido à perspicácia dos bandidos, não é possível reconhecer o rosto de quem aparece nos vídeos, pois está coberto.

Em um dos registros, um dos homens aparece segurando uma arma que pertence à família, ele está andando pela casa. Além disso, as câmeras também capturaram o momento em que um dos suspeitos tenta danificar uma câmera externa utilizando um pedaço de madeira e também cobrindo um outro equipamento, na área interna, com um pano.

Os bandidos tentaram levar quatro tipos de armamentos que foram encontrados na casa da família

O CASO

Nos primeiros minutos de 2024, por volta de 00h30 do dia primeiro de janeiro, em uma residência localizada na Avenida Jabuticaba, bairro Martini, um casal foi feito como refém de uma dupla de criminosos.

Foi um amigo da família quem conseguiu acionar a Polícia Militar (PM), que chegou no local no momento em que um dos criminosos tentava fugir com a camionete da família. Ao se deparar com os policiais e em uma tentativa de escapar deles, o homem atirou contra a guarnição, que revidou o ataque, resultando na morte do bandido no local, conforme informado pelo delegado.

O segundo assaltante, por sua vez, teve êxito em sua fuga ao pular o muro do imóvel.

A arma utilizada pelo criminoso pertencia ao casal, uma pistola PT 92 de calibre 9mm registrada, a única mantida fora do cofre da residência.

Durante a ação, os bandidos mandaram que o cofre fosse aberto e se apossaram de outros armamentos: um revólver calibre ponto 357, uma carabina Puma ponto 357 e uma espingarda ponto 22, semi automática.

Os policiais militares encontraram o casal amarrado dentro da casa e, além das armas, os bandidos também tentaram roubar as alianças, um colar de ouro, R$ 461 em espécie e várias munições.

Reportagem: Luciana Araújo, com informações de Ronaldo Modesto / Correio de Carajás

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Ei, Psiu! Já viu essas?

Deixe seu comentário