Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas: Projeto que pede a regularização da modalidade “Táxi-Lotação” é rejeitado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os parlamentares Bruno Soares e Eliene Soares apresentaram a Indicação Nº 138/2013 sugerindo ao prefeito Valmir Mariano que institua o serviço de táxi-lotação em Parauapebas, com a finalidade de promover a legalidade e a regularização de um serviço que atualmente é desenvolvido de forma clandestina na cidade.

Um projeto de lei que visa regulamentar os tipos de transporte público na cidade foi encaminhado para Câmara pelo Executivo Municipal. Entretanto, a proposta não inclui o táxi-lotação . Para Bruno Soares isso demonstra “falta de coragem do prefeito para lidar com os problemas da nossa cidade. Acredito que nós temos a capacidade de resolver este problema. Tem que haver coragem do homem público e a gente tem que se posicionar, porque ficar em cima do muro é muito fácil. Não podemos deixar os pais de família vivendo na clandestinidade, sendo tratados como bandidos, que não são”.


Eliene propôs a criação de uma comissão para elaborar um projeto que atenda a cidade. “Para que nós possamos discutir o que é o melhor. Em nenhum momento queremos tirar o ganha pão de ninguém. Queremos que todas as categorias sejam respeitadas e valorizadas de forma justa, para que nossa população possa usufruir de um transporte de qualidade.”

Odilon Rocha (PMDB) votou contra a proposta, por entender que estaria enganando os pais de família, fazendo-os acreditar que o problema seria resolvido com a aprovação desta indicação. “A legalização do táxi-lotação não passa passa pela aprovação de uma indicação, isso aqui se aprovado, dificilmente vai acontecer”, tendo em vista que o prefeito Valmir Mariano disse que vai regularizar primeiro as modalidades de transporte já existentes e somente depois vai inserir o táxi-lotação. “Esse município tem 25 naos de constituição e nunca se trabalhou a regularização do sistema de transporte, mas agora o projeto está na Câmara, a oportunidade de inserir ou não o táxi-lotação está aqui”, ressaltou.

A a indicação não foi aprovada.

 

Publicidade

Veja
Também