Parauapebas recebe etapa do Campeonato Paraense de Karatê

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Neste final de semana também aconteceu à segunda etapa do Campeonato Paraense de Karatê em Parauapebas. Mais de 600 atletas participaram da competição

A Federação Paraense de Karatê (FEPAK) realizou em Parauapebas a segunda etapa do Campeonato Paraense de Karatê e Lucia Ramos é uma das responsáveis por esta competição e explica que é a primeira vez que eles estão realizando este tipo de campeonato na cidade.
“ARPAK sempre desenvolveu a Copa Ramos e este ano estamos trabalhando pela primeira vez desenvolvendo este campeonato junto com a Federação Paraense de Karatê, e estamos orgulhosos com os resultados, pois foram dois dias de competições e as instituições da cidade praticamente levaram o maior número de medalhas de ouro deste campeonato”, explica a fundadora do Instituto Ramos de Karatê.


Aproximadamente 600 esportistas participaram deste campeonato, no qual, cinco instituições do município trouxeram seus alunos e caratecas de outros cidades da região vieram competir nas categorias abaixo e acima de 12 anos. As competições aconteceram no Ginásio Slander Santos Souza, no Bairro Beira Rio e foram montados no local seis tatames para agilizar as apresentações dos esportistas.

O Diretor Técnico da Associação Ramos de Karaté, Sebastião Ramos, disse que a coordenação decidiu entregar as medalhas logo em seguida da competição de acordo a categoria, idade, faixa e gênero, para seguir as normas de saúde no combate à Covid-19.
“Sábado competiram os esportistas menores de 12 anos, os jurados já computavam os pontos de cada Carateca e emitia as pontuações de terceiro a primeiro lugar, e imediatamente subiram no pódio e receberam as premiações, no domingo seguimos as mesmas normas, assim evitamos a aglomeração tanto dos competidores, quanto dos familiares dos jovens que estavam no tatame”.

Sebastião Ramos diz que uma das grandes preocupações foi seguir as normas exigidas para combater o coronavírus

Emile Caroline tem apenas 10 anos é já participou de vários campeonatos no Pará e em outros estados da federação, e mais uma vez, levou ouro pendurado no peito para sua casa.
“Eu já competi como carateca em Redenção, Marabá, Fortaleza e em outros lugares, mas eu treinei muito para hoje conseguir mais uma medalha de ouro, pois sou muito boa no tatame”, explica a competidora, mostrando a nova medalha de ouro conquistada na sua categoria.

Emile Caroline posa com orgulho com mais uma medalha conquistada

 

veja também