PARAUAPEBAS: SAC apresenta relatório de atendimento em 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um trabalho indispensável e que dá cidadania às pessoas e possiblidade a ter livre trânsito para iniciativas eleitorais e empregatícias. Assim, o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), um departamento da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão de Parauapebas (SEMSI), vem desenvolvendo seu trabalho com capacidade para atender tanto quantos os procure através da emissão de Carteira de Identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira de Trabalho (CTPS), Alistamento Militar e entrada no Processo de Seguro Desemprego.

De acordo com a coordenadora do SAC, Wangra Lisboa, só em 2020 foram feitos 72.099 atendimentos, sendo destes, 6.023 CTPS, 3.568 CPF, 20.700 RG, 19.061 Alistamento Militar, 1.408 processos de Seguro Desemprego.


Segundo a coordenadora, para receber os atendimentos, os interessados devem procurar o SAC que funciona Praça do Cidadão, no Bairro Rio Verde, para pegar senha; com exceção da emissão de RG que é agendamento pelo site da Polícia Civil.
O alistamento militar, obrigatório para pessoas do sexo masculino no ano em que o jovem completará 18 anos de idade, para os que estão dentro do prazo pode ser feito no site do Exército Brasileiro, porém, apenas os que perderam o prazo precisam comparecer à junta militar. Mas, para os que perderam o prazo, também devem procurar a 113ª Junta Militar, que faz parte do SAC.

Uma novidade implantada no SAC no início de 2020 foi o setor de achados onde as pessoas entregam documentos encontrados e o dono pode procurar e resgatá-lo sem nenhum custo. Além disto, é feito atendimento nas escolas e o SAC Móvel, com o objetivo de atender estudantes e demais pessoas das comunidades. “Priorizamos sempre os bairros mais carentes, pois, entendemos que muitas pessoas não possuem condições de pagar condução para ir até o SAC, assim, vamos até eles levando o serviço”, explicou Wangra Lisboa, mensurando que, em 2020, foram feitos 720 atendimentos nesta modalidade, assegurando que a principal missão do setor é servir aos cidadãos sempre com o humanismo necessário.

Neste ano, 2021, o atendimento continua normal, adequado ao novo normal sem perder a qualidade nem o número de beneficiados. Assim, a entrada de pessoas ao interior do SAC tem sido controlada para evitar aglomeração. “Além de controlar a entrada dos usuários, nossos atendentes são capacitados para oferecer informações o que facilita, tanto para o usuário quanto para o atendente”, conclui Wangra.

Publicidade

veja também