Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Parauapebas se despede do Parazão 2015, mas conquista vagas em duas competições nacionais em 2016

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) se despediu do Parazão 2015 após empatar com o Paysandu em 0 a 0, e perder na disputa por pênaltis, por 4 a 3, em jogo realiado na noite desta quarta-feira (22) no Mangueirão, em Belém do Pará.

“O Trem de Ferro” honrou a camisa e foi longe na competição. No primeiro ano na elite do futebol paraense, o clube conquistou vagas na Copa do Brasil e Copa Verde de 2016. Apesar da eliminação, o PFC ainda é o primeiro colocado na classificação geral do Parazão com 22 pontos.


O JOGO

As duas equipes saíram para o jogo, mas pararam nas marcações fortes das defensivas. Até os dez minutos do primeiro tempo, nenhum time conseguiu chegar com perigo ao ataque. O PFC quase marcou com Magno que recebeu, se livrou da marcação e mandou um chute forte por cima da meta bicolor. O Papão respondeu depois que Yago Pikachu lançou nas costas da zaga do Pebas para Bruno Veiga, que bateu em cima de Paulo Rafael.

O Parauapebas tocou bem a bola pelo meio, a zaga do Paysandu cortou mal e Célio Codó mandou um chute de fora da área, o goleiro Emerson encaixou bem. O Papão quase marcou com o atacante Aylon, mas a cabeçada saiu errada dando uma de zagueiro. De novo o bicola, desta vez foi o meia Carlinhos que chutou forte, o goleiro Paulo Rafael colocou para escanteio.

O atacante Célio Codó se machucou no final do primeiro tempo e com problemas musculares teve que deixar o gramado e foi substituído por Léo. A primeira chance do 2º tempo foi bicolor, na cobrança de falta de Carlinhos, a bola passou assustando a meta do PFC. O “Trem de Ferro” tentou marcar na falta cobrada por Juninho, a bola passou muito alta da meta de Emerson.

O atacante Bruno Veiga reclamou com o assistente Guilherme Dias e o árbitro Wilton Pereira expulsou o jogador bicolor. O Parauapebas começou a se soltar e o volante Gustavo mandou um chutaço por cima da meta de Emerson. Em outra tentativa, Danúbio pedalou para a cima da marcação e chutou errado à esquerda do goleiro bicolor.

PENALIDADES

Sem gols, a decisão da vaga para a final foi para os pênaltis. O Paysandu levou a melhor e ficou com a vaga vencendo por 4 a 3. Marcaram para o Paysandu: Souza, Radamés, Yago Pikachu e Carlinhos, enquanto que para o Parauapebas fizeram: Dedeco, Fabiano e Gustavo.

FICHA TÉCNICA

Paysandu: Emerson; Yago Pikachu, William Alves, Marquinhos e Marlon (Caio); Augusto Recife, Radamés, Jonnatan (Carlinhos) e Djalma; Bruno Veiga e Aylon (Souza). Técnico: Dado Cavalcanti

Parauapebas: Paulo Rafael; Rodrigo Siqueira (Mocajuba), Negretti, Henrique e Fabiano; Dedeco, Gustavo, Evandro (Danúbio) e Juninho; Magno e Célio Codó (Léo). Técnico: Léo Goiano

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG) e Neuza Inês Back (FIFA-PR)

Quarto árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso-PA

Quinto árbitro: Marcelo Silva Ramos-PA

Cartões amarelos: Marquinhos, Marlon e Caio (Paysandu); Rodrigo Siqueira, Gustavo e Fabiano (Parauapebas)

Cartão Vermelho: Bruno Veiga (Paysandu)

Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Renda: – R$ 75.715,00 – Pagantes – 2.568 – Credenciados – 1.236 – Total – 3.804

PATROCÍNIO

O Portal Pebinha de Açúcar fez a cobertura completa da semifinal do Parazão entre Paysandu e Parauapebas e contou com os seguintes patrocinadores:

• Prefeitura de Parauapebas
• Darci Lermen
• Vereador Ivanaldo Braz
• Megabyte Computadores

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Israel Lira / Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também