Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Partido dos Trabalhadores tem novo comando em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Depois de vários meses de articulação o Partido dos Trabalhadores (PT) conseguiu o consenso e realizou com chamada única o PED (Processo de Eleição de Diretório). O ato acontece em todos os municípios brasileiros nos quais elege os diretores do partido tanto para comandar o diretório quanto a executiva da sigla.

Em Parauapebas, assim como nos demais municípios, o PED ocorreu no dia 9 deste mês, quando elegeu Francisco das Chagas Lima Diniz, o popular Chiquinho, para um mandato de dois anos.


Este é o segundo mandato de Chiquinho que esteve no comando da executiva do partido de 2005 a 2007, tempo em que o mandato era de três anos. “A decisão da redução do mandato para dois anos veio da executiva nacional decidido em congresso recente”, explica Chiquinho, que diz ter plano de prover a unidade do partido no Município, já que o partido está um tanto fragilizado.

O novo presidente faz parte da tendência DS (Democracia Socialista), está no partido desde sua fundação e admite esse ser um momento diferente de todos os outros e conta que o motivou de voltar para a presidência da executiva foi a necessidade do próprio partido e por ser algo que faz parte da caminhada política. O consenso para que tivesse só uma chapa ele diz que foi uma conquista do partido que envolveu membros de todas as tendências que chegaram na compreensão de evitar a disputa e consequentemente o desgaste.

O momento que o partido atravessa em relação a outros tempos ele diz ser bem diferente; e lembra que se tinha um PT em crescimento, nos governos municipal e federal, a contrário de agora que é um partido muito atacado. “Contudo o PT é um partido forte graças ao seu grande número de filiados”, conta Chiquinho, mensurando que aqui são mais de dois mil o número de filiados.

Mas Chiquinho admite que é momento dos líderes repensar como reiniciar as lutas para vencer os ataques das elites. Em seu plano de fortalecimento do partido ele diz estar o trabalho de sempre, que é reunir os filiados para o debate e a tomada de decisões

A posse será no dia 21 de maio e ficará no comando por dois anos juntamente com os demais membros da executiva: Paraíba – Vice-presidente; Francisco Teixeira (Índio) – Secretaria de Organização; Neto Bezerra – Secretaria de Finanças; Maria de Jesus (Dijé) – Formação Política; Rebeca Valquíria – Comunicação; Leane – Movimento Popular.

Outra mudança que houve no PED, este ano, foi a diferença da realização nos níveis municipal, estadual e nacional, ato que era ocorrido na mesma data. Este ano foi mudado para meses subseqüentes, sendo que nos municípios ocorreu em abril, nos estados será em maio e em Brasília será em junho.

Para o PED estadual, Chiquinho diz que o nome forte é do João Batista, que, segundo ele, vem articulando para que seja também com chapa única.

PT no governo municipal

Apesar de que o partido não tenha apoiado o atual prefeito em sua eleição, o PT tem o comando de três secretarias municipais: Educação, através do professor Raimundo Neto; Agricultura, Eurival Martins Carvalho (Totô); e Planejamento, João Correia. “O PT não discutiu ainda estes pontos, mas acredito que não haverá dificuldade em nossa relação com o governo municipal, já que estes secretários foram escolhas do prefeito Darci”, ameniza Chiquinho, deixando claro que não tem intenção de dividir, mas somar.

Próximas eleições

Sobre as eleições que ocorrem no próximo ano, Chiquinho diz com segurança que Lula vem candidato a presidente da república com reais chances de vencer; já para governador do Pará ele diz ter como nome certo o senador Paulo Rocha; e para deputado estadual ele não quis anunciar os nomes para evitar especulações. “Por se tratar de eleições a nível de Estado, as decisões vêm da capital, mas certamente teremos candidatos de Parauapebas para nos representar na ALEPA”, confirma Chiquinho.

Reportagem: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também