Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Paysandu faz 2 a 0 no Remo e está mais perto da final da Copa Verde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

1º tempo: Contusões, expulsões e golaço do Pikachu marcam início atípico de clássico – A partida iniciou bastante disputada. O Remo demonstrou ligeiro domínio, com Eduardo Ramos e Ratinho articulando as jogadas remistas e municiando os atacantes Rony e Val Barreto. Já o time do Paysandu postou-se um pouco mais recuado, permitindo a chegada do adversário ao ataque, mas preparados para agir nos contra-ataques.

Só que uma grande confusão tomou conta da partida. Com quatro minutos, Jhonnatan e Ciro Sena se estranharam e o árbitro Wagner Reway (MT) mostrou o cartão vermelho direto para os dois jogadores. Porém, anteriormente o zagueiro Dão acabou se contundindo e foi substituído por William Alves.


Após a grande confusão, a partida ficou mais morna, mesmo assim o Remo tinha em Eduardo Ramos como seu grande articulador, porém aos 10 minutos o atleta sentiu dores no músculo posterior da coxa e acabou sendo substituído. Outro jogador que saiu contundido foi o camisa 10 bicolor. Rogerinho tentou partir em velocidade, mas abortou a corrida, pôs a mão na coxa e pediu substituição.

Para dizer que a primeira etapa não foi só de expulsões e contusões, aos 33 minutos o lateral-direito Yago Pikachu acertou um excelente chute em cobrança de falta, levando o Paysandu à uma vitória parcial.

2º tempo: Remo não consegue criar grandes chances e Paysandu amplia a vantagem – A etapa complementar começou com o time azulino com maior controle, tentando o gol de empate. Só que sem Eduardo Ramos, a criatividade remista caiu e o time passou a utilizar excessivamente a velocidade do atacante Rony.

A primeira grande chance do Remo foi em cobrança de falta. Principal cobrador de falta de médias e longas distâncias, o volante Alberto acertou um forte chute, fazendo com que o goleiro Emerson saltasse, tirando a bola com as pontas dos dedos. A resposta bicolor foi na mesma medida. Também em cobrança de falta, Yago Pikachu acertou o travessão de Fabiano.

Só que a noite não era do time do técnico Cacaio. Com 24 minutos Dadá sentiu contusão e como o treinador já havia realizado três substituições, o atleta precisou permanecer no gramado fazendo apenas número.

E o Papão não perdeu a oportunidade da fragilidade do adversário. Com 31, Pikachu cruzou a bola para a chegada de Bruno Veiga, que de peito, ampliou a vantagem e colocou números finais à partida.

FICHA TÉCNICA – PAYSANDU 2 X 0 REMO

PAYSANDU: Emerson; Yago Pikachu, Dão (Wiliam Alves), Marquinhos e Marlon; Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Rogerinho (Carlinhos); Bruno Veiga e Aylon (Leandro Carvalho). Técnico: Dado Cavalcanti

REMO: Fabiano; Dadá, Igor João, Ciro Sena e Jadilson; Alberto, Ilailson, Eduardo Ramos (Yan) e Ratinho (Bismark); Rony e Val Barreto (Rafael Paty). Técnico: Cacaio

HORÁRIO: 18h30

LOCAL: Estádio Olímpico Jornalista Edgar Augusto Proença

PÚBLICO PAGANTE: 9.284 (Paysandu); 7.028 (Remo); 16.312 (Total Pagantes)

PÚBLICO TOTAL: 10.786 (Paysandu); 7.964 (Remo); 18.750 (Total Geral)

RENDAS: R$ 186.365,00 (Paysandu); R$ 204.443,00 (Remo); R$ 390.808,00 (Renda Total)

GOLS: Yago Pikachu 33′ 1ºT e Bruno Veiga 31′ 2ºT (Paysandu)

CARTÕES VERMELHOS: Jhonnatan (Paysandu); Ciro Sena (Remo)

CARTÕES AMARELOS: Yago Pikachu, Augusto Refice e Aylon (Paysandu); Ilaílson e Rony (Remo)

ÁRBITRO: Wagner Reway (MT)

ASSISTENTES: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Eduardo Gonçalves da Cruz (SP)

Reportagem e foto: ORM News

Publicidade

Veja
Também