Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Pedido de favores sexuais pode ter motivado afastamento de servidor público em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nos últimos anos, as redes sociais têm sido aliadas de vários assuntos, tendo em vista o grande acesso por parte de pessoas de todas as idades, e em muitos casos, denúncias chegam a surgir, como foi constatado neste final de semana em Parauapebas, no sudeste do Pará, onde vários print’s de conversas envolvendo um servidor público municipal e um suposto beneficiário da Secretaria Municipal de Habitação de Parauapebas (Sehab), acabaram “vazando”.

Nas conversas, o homem que foi identificado como servidor público da Secretaria Municipal de Habitação, estaria pedindo favores sexuais em troca de “facilitação” em cadastros de programas habitacionais. A pessoa que seria “beneficiada” também é do sexo masculino.


As conversas foram expostas em vários grupos de WhatsApp e também em muitas postagens feitas no Facebook, e com isso, milhares de pessoas tiveram acesso ao conteúdo.

 

Poucas horas depois, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas (Ascom), emitiu uma Nota de Esclarecimento e expôs o posicionamento do Governo Municipal sobre o assunto, confira abaixo na íntegra:

“A Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) informa que afastará imediatamente o servidor Jhon Lennon Silva Santana de suas funções em razão de denúncias veiculadas em redes sociais e, ao mesmo tempo, irá instaurar um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar a conduta do servidor, o que somente não foi feito agora por se tratar de final de semana.
A Sehab enfatiza que todo o processo de inserção de um usuário em todo e qualquer projeto habitacional de interesse social passa por critérios rigorosos e por uma série de trâmites administrativos não só pela Sehab, mas também por outros setores envolvidos na política habitacional. Portanto, não são de responsabilidade de um único servidor atividades como cadastro habitacional, análise social e aprovação.
A Sehab frisa ainda que, com o irrestrito acompanhamento do Conselho Municipal de Habitação (CMH), apura todas as denúncias sobre as quais a secretaria toma conhecimento e formaliza providências pertinentes.
Por fim, a Sehab ressalta que jamais irá compactuar com atos e atitudes que usem o serviço público em benefício próprio e/ou que ofendam a moral e os bons costumes da sociedade. O trabalho da secretaria se manterá pautado nas reivindicações e atendimento principalmente das famílias que precisam de moradia digna, nada mais que um dever social do Governo da Nossa Gente”.

Outro lado

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar tentou conversar com o servidor público citado na matéria, para que o mesmo pudesse se pronunciar sobre o assunto, porém, até o fechamento desta matéria, não obteve exito. O espaço está aberto para que o mesmo possa se pronunciar.

Publicidade

Veja
Também