Piscina vira abrigo de mosquitos Aedes aegypti em casa abandonada em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em tempos que a onda das doenças Dengue, Chikungunya e Zika vírus, todas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti está a cada dia maior, casos de irresponsabilidade com a saúde da sociedade ainda são vistos com frequência em Parauapebas e região.

É o caso do flagrante registrado na manhã desta sexta-feira (4), aos fundos da residência de número 29, situada na rua 11, Chácara do Sol. Uma piscina cheia com água aparentemente limpa está se tornando o “paraíso”, bem dizendo, “inferno” dos mosquitos Aedes.


Segundo informações do jornalista Vinicios Nogueira, repassadas à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, ele mesmo presenciou a irresponsabilidade e fez questão de fotografar o achado. “Há cerca de um mês ninguém mora ai, então a piscina se tornou um inferno de mosquitos. Aqui em casa não existe mais muriçocas e sim uma legião de mosquitos Aedes aegypti”, conta Vinicios, acrescentando que há cinco dias se curou de uma infecção de Zica Vírus.

Nogueira ainda enfatiza que é uma falta de consciência do proprietário da casa – que ele não conhece – e até mesmo das imobiliárias que se responsabilizam pelo imóvel, não cuidarem das condições do bem, oferecendo até risco de morte a vizinhança, por conta da quantidade de mosquitos que ali procriam.

O caso foi denunciado a Vigilância em Saúde do município de Parauapebas, mas Vinicios recebeu a informação de que, possivelmente, uma equipe será encaminhada ao local somente na próxima terça-feira (8). Enquanto isso, várias pessoas correm o risco de serem vítimas das doenças transmitidas pelo mosquito.

Publicidade

veja também