Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

PM condenado pelo massacre de Eldorado do Carajás morre de Covid-19 em Belém

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O policial militar Mário Colares Pantoja, assassino condenado como um dos autores do massacre de Eldorado do Carajás, ocorrido em 1996, morreu na noite desta quarta-feira (11) em decorrência da covid-19, em um hospital particular de Belém.

O coronel, que usava tornozeleira eletrônica, foi condenado a 280 anos de prisão pelo massacre, quando 19 trabalhadores sem-terra foram assassinados a sangue frio durante uma manifestação.


Uma equipe especializada precisou ser acionada para retirar o dispositivo de monitoramento de Pantoja.

Ele era comandante da tropa do 4º Batalhão de Polícia Militar sediado em Marabá, no sudeste do Pará.

Pantoja permaneceu em liberdade durante 16 anos e foi preso só em 2012.

Após cumprir quatro anos de pena em regime fechado, conseguiu prisão domiciliar em habeas corpus alegando motivos de saúde.

Com informações de J.R Avelar/Diário do Pará

Publicidade

Veja
Também