Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Polícia investiga execução de homem no Bairro da Paz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pode ter sido crime passional o homicídio ocorrido por volta das 08h00, da manhã de hoje, quarta-feira, 22, tendo como vítima o pedreiro Dicleciano da Silva Moreira, 31 anos de idade, assassinado com dois tiros de pistola 380, na cabeça, quando se encontrava sentado na frente de uma lanchonete, localizada na rua Lauro Corona, entre as ruas Sol Poente e Marabá, barro da Paz, em Parauapebas.

De acordo com informações obtidas pela equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, a vítima fatal trabalhava realizando reboco de uma parede ao lado da lanchonete onde ocorreu o crime.


De acordo com informações que estão sendo investigadas pela Divisão de Homicídios da 20ª Seccional de Policia Civil de Parauapebas, tendo à frente a delegada Yanna Azevedo, dias atrás o pedreiro teria se envolvido em uma briga com a ex-namorada. Pela manhã de hoje, Diocleciano havia saído de casa que fica do outro lado da rua e teria se dirigido para a lanchonete onde iria tomar café, sendo que após sentar para aguardar ser atendido, o mesmo foi surpreendido pelos assassinos que estariam usando uma moto de placa e modelo não anotada.

Ainda segundo informações, os autores do crime teriam sido um homem e uma mulher, que ao perceber sua “presa” sentada na mesa, se aproximaram sem que a vítima percebesse e efetuaram dois disparos na cabeça de Dicleciano Silva.

A polícia investiga a informação de que dias atrás, Dicleciano Silva teria se envolvido em uma discussão com sua ex-namorada, momento em que teria agredido a mesma, e que por isso teria sido ameaçado.

Por sua vez, Dalila Cabral de Carvalho, sobrinha da vítima, disse para reportagem que seu tio era uma pessoa tranquila, pacata e que não tinha inimigos, ela também disse não saber se seu tio vinha recebendo ameaças de morte. Quanto à informação de que ele teria agredido sua ex-companheira, ela não soube contar com detalhes o que realmente houve, entretanto com base nos primeiros levantamentos no local do crime, a polícia colheu indícios de crime passional por vingança.

As autoridades policiais esperam que as câmaras de vigilância nas lojas nas imediações possam auxiliar nas identificações e buscas aos autores do crime, uma vez que após executar o rapaz, a dupla deixou o local pela contramão da Rua Sol Poente.

Reportagem: Caetano Silva – Freelancer

Publicidade

Veja
Também