Polícia tira de circulação mais três traficantes em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thiago Carneiro conta que o tráfico é o fomentador de vários outros delitos e cita, entre eles, assaltos, furtos e até latrocínios motivado pelo vício. “Muitos praticam estes crimes por não ter condições financeiras para manter o vício, precisando de subtrair algo para vender a qualquer preço e comprar a droga”, explica Thiago Carneiro, tendo como vitoriosa as prisões ocorridas nos últimos dias, sendo a mais recente de uma quadrilha denunciada por plantar drogas, tendo sido encontrado no local apenas armas e seis quilos de maconha; e a descoberta da lavoura da droga com pelo menos meia tonelada que foi incinerada.

As investigações sobre a origem e paradeiro desta droga continuam sendo possíveis intimidar traficantes que agora devem procurar clientes em outra freguesia. Mas ainda há os que arriscam praticar o tráfico em Parauapebas, mas, com a constante vigilância da Polícia Civil, se dão mal. Foi o caso de dois homens que traficavam e foram presos na última sexta-feira (27). Trata-se de José Dias de Sousa, com quem forma encontrados doze pedaços de crack, totalizando sete gramas, pronto para ser comercializado; e David Leal, que também foi flagrado vendendo drogas. Ambos foram presos em flagrante, respectivamente, e estão à disposição da justiça.


Situação diferente foi a prisão da jovem Fabiana Brito de Oliveira; esta tentou entrar com substância entorpecente dentro da vagina, na carceragem de Parauapebas, onde seu companheiro, Jonathan Pereira Lopes, cumpre pena por roubo. A prisão de Fabiana foi possível após denúncia anônima, quando policiais civis foram até o presídio e após buscas na acusada, foram encontrados 50 gramas de maconha.

Todas as prisões foram efetuados pelo DPC Paulo e IPC Almeida, sob coordenação da Superintendência de Polícia Civil de Parauapebas.

Reportagem: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Fotos: Divulgação / Polícia Civil

Publicidade

veja também