Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Populares interditam entrada dos residenciais Jardim Ipiranga e Tropical I e II

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 

Segundo os manifestantes, o motivo do ato se deu porque a Secretaria Municipal de Habitação de Parauapebas (SEHAB) teria afirmado que existe uma ordem judicial de desocupação da área que foi doada através do Programa Lote Urbanizado, iniciado ainda no Governo de Darci Lermen, ex-prefeito de Parauapebas.


A manifestação na entrada dos residenciais se iniciou por volta das 3h00min da manhã desta quarta-feira e permaneceu durante todo o dia, gerando assim um verdadeiro caos, tendo em vista que os populares atearam fogo em pneus e madeiras nas proximidades de uma ponte que dá acesso aos bairros.
Quem passava por lá de carro, ou estacionava nas proximidades, ou tinha que seguir para outro local. Muitas pessoas reprovaram a iniciativa, tendo em vista que os próprios moradores das áreas foram prejudicados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, foi divulgado aos beneficiários do Programa Lote Urbanizado uma normativa que afirma que não pode permanecer no local, como titular dos terrenos, pessoas solteiras, ou que possuam bens de valor como, por exemplo, carros importados ou rendimentos.

Prefeitura se reúne com populares
No começo da tarde de ontem, líderes comunitários formaram uma comissão e foram recebidos pelo Chefe de Gabinete Zé Omar, porém, segundo os manifestantes, a prefeitura não entrou em acordo e decidiu manter a decisão.
Nossa equipe de reportagem ainda ontem entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas, que é comandada por Jorge Vieira, para que os resultados da reunião fossem divulgados, porém até o fechamento desta matéria a ASCOM não se manifestou sobre o caso.

Publicidade

Veja
Também