Prefeitura comenta sobre operação do Ministério Público realizada em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Através de nota enviada à imprensa, a Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Assessoria de Comunicação (ASCOM), divulgou Nota Oficial sobre a operação denominada Filiesteu, que desmontou esquema criminoso oriundo de fraudes em processos licitatórios e superfaturamento de terrenos desapropriados pela prefeitura; emissão de notas fiscais frias e desvio de recursos públicos entre membros da câmara e o comércio na região.

Veja a nota na íntegra:


“Em respeito à população e no cumprimento do nosso dever, tendo em vista ação investigatória realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em curso no Município, que resultou em busca e apreensão de documentos e prisão de vereadores desta municipalidade, a Prefeitura Municipal de Parauapebas vem a público esclarecer o que segue:

– Por expressa determinação do Prefeito Municipal toda a administração está colaborando com o levantamento de informações de modo a garantir que as investigações corram da melhor forma possível;

– Em relação ao objeto das investigações que envolvem o processo administrativo de desapropriação de área para implantação do projeto social de habitação popular, o mesmo foi realizado em estrita observância da legislação regente, como se constata da documentação que instrui os procedimentos e que foi prontamente fornecida aos responsáveis pela operação;

– A Prefeitura Municipal de Parauapebas comunica a toda população que todos os serviços municipais encontram-se funcionando normalmente sob a responsabilidade de cada secretário;

– Em relação aos procedimentos referentes à Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas, as providências legais são de responsabilidade da Mesa Diretora do Poder Legislativo e acreditamos que todas as medidas cabíveis estão sendo efetivamente adotadas;

A Prefeitura Municipal de Parauapebas reitera sua disposição em colaborar de forma transparente e objetiva com todo o processo investigatório em curso, de modo a que todos os fatos possam ser devidamente apurados, dentro dos ditames da lei”.

Publicidade

veja também