Prefeitura de Parauapebas demonstra interesse na compra de 150 mil doses da CORONAVAC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Parauapebas irá dar mais um passo importante no combate à Covid-19. Depois de ser um dos poucos municípios do Brasil a testar em massa a população, em parceria com a mineradora Vale, a cidade que se localiza no sudeste do Pará poderá ser a primeira da região norte a adquirir vacinas para reforçar a guerra contra a pandemia.

Durante a noite desta terça-feira (8), a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com o secretário municipal de Saúde de Parauapebas, Gilberto Laranjeiras, que confirmou que o município entrou em contato com o Instituto Butantan, em São Paulo, para que a “Capital do Minério” possa entrar na fila de espera da compra das vacinas chinesas para combater a pandemia do novo Coronavírus, causador da Covid-19.


“Sabendo do esforço gigantesco que nosso prefeito Darci Lermen vem fazendo para combater a pandemia de Covid-19, por determinação dele, na semana passada encaminhei via e-mail uma solicitação ao Instituto Butantan para entrarmos na fila de espera para a compra de 150 mil doses da vacina para disponibilizar para nossa população e estamos aguardando a resposta do instituto para combatermos esse vírus que infelizmente continua fazendo muitas vítimas, inclusive, fatais”, relata Laranjeiras, parabenizando Darci por sempre estar empenhado na melhoria da saúde pública.

Produzida pela farmacêutica chinesa SINOVAC em parceria com o Instituto Butantan, a CORONAVAC está na fase final de testes e aguarda registro e autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na semana passada, o governo paulista recebeu lote com 600 litros da matéria-prima da vacina. O insumo é o “ingrediente” necessário para a finalização da vacina no país. Caberá ao Butantan concluir a etapa final de fabricação.

Publicidade

veja também