Prefeitura de Parauapebas diz que segurança de hospital não agrediu irmão de usuário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com informações chegadas à reportagem, um irmão de um usuário que estaria sentindo muitas dores, se revoltou pelo fato de seu irmão não ter recebido atendimento de médicos, se alterou e acabou chutando um portão. Após o chute no portão, um segurança do hospital teria agredido o cidadão com um murro no rosto e a polícia acabou sendo acionada.

Outro lado


Em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas (ASCOM), a Secretaria de Saúde afirmou que não houve agressão física ao usuário de unidade de saúde, confira a nota na íntegra enviada ao Pebinha de Açúcar:

“Em relação ao episódio ocorrido no Pronto Socorro na tarde de segunda-feira (25), a Prefeitura esclarece que;

Um acompanhante de um paciente, teria se alterado e chutado um portão que fica no Pronto Socorro 24 horas, depois de causar o tumulto, o mesmo teria se evadido do local.

A Semsa esclarece que em nenhum momento o segurança agrediu o cidadão. A demora no atendimento ocorreu devido à grande demanda de pacientes, inclusive, de outros municípios que buscam atendimento na cidade.

A Secretaria ainda ressalta que o atendimento é prioritário para casos mais graves, em que o paciente precisa de atendimento imediato”.

Publicidade

veja também