Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Prefeitura prepara entrega de 696 unidades habitacionais no Nova Carajás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um importante passo para a entrega da primeira etapa do Residencial Nova Carajás IX foi dado na última terça-feira (29). Em reunião com as secretarias e instituições envolvidas na construção das unidades habitacionais, a Prefeitura aprovou junto à Amec Construtora o documento que comprova que as casas estão prontas para morar. O residencial faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do Governo Federal, tendo como instituição financeira o Banco do Brasil.

Na primeira etapa prevista para dezembro, serão entregues 696 unidades habitacionais. “Por meio da Secretaria de Urbanismo, que concede o alvará para o início das obras, aprovamos a carta Habite-se, que é muito importante para o andamento do processo. Ainda falta a ligação da energia elétrica no local, mas vamos continuar trabalhando para que possamos realizar a entrega dessas primeiras casas ainda esse ano”, explicou o prefeito Darci Lermen.


Para Vivien Hilal, Assessora de Engenharia e Arquitetura do Banco do Brasil, que é o representante do FAR e realiza o acompanhamento das obras do empreendimento, a aprovação do documento é um importante passo para a entrega da obra.

“A engenharia do Banco do Brasil acompanha a contratação, obra, entrega e a medição para a liberação de recursos. Estamos colaborando com a Prefeitura e construtora a fim de agilizar o processo e para que não tenha uma nova invasão. Esse é um dos documentos mais importantes que precisamos; agora com o Habite-se, no próximo mês já vamos fazer a vistoria final para verificar infraestrutura, iluminação pública e esgoto, e saber se realmente as casas estão prontas para receber os moradores”, explica.

O Residencial Nova Carajás IX é construído em duas etapas. A primeira com 696 unidades habitacionais, enquanto que na segunda serão edificadas 498 moradias, totalizando 1.194 casas. O empreendimento é destinado a atender famílias de menor renda do município.

Publicidade

Veja
Também