Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Presos participam do Encceja em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Tendo como principal objetivo construir uma referência nacional de educação para jovens e adultos por meio da avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), foi realizado na Carceragem de Parauapebas, onde diversos presos puderam realizar a prova na última quarta-feira (20) e quinta-feira (21).

“Importante para aqueles que queiram realmente mudar de vida. Aqui estamos fazendo nossa parte ao dar a oportunidade de que eles continuem suas vidas mesmo encarcerados para que quando saírem daqui, não aleguem a necessidade de viver na criminalidade”, esclarece Murilo Sousa, diretor da Carceragem em Parauapebas, lembrando que sempre tem proporcionado meios para que os encarcerados se qualifiquem, lembrando também, dos diversos cursos de qualificação oferecidos a mais de 80 presos, em parceria entre SUSIPE e SENAR.


Ainda na opinião de Murilo, com o Encceja, os presos inscritos terão a chance de sair em liberdade com o ensino fundamental e médio concluídos. Sendo que na quarta-feira, 20, foram os que tentam cursar o ensino fundamental, quando demonstraram suas habilidades em: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; Matemática; História e Geografia; Ciências Naturais.

Sendo na quinta-feira, 21, os que querem concluir o ensino médio, quando fizeram provas com base em: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação; Matemática e suas tecnologias; Ciências Humanas e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias.

Sobre o exame – O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, cuja participação é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos residentes no Brasil e no exterior, inclusive às pessoas privadas de liberdade, que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada.

No Brasil e no exterior, o Encceja pode ser realizado para pleitear certificação no nível de conclusão do ensino fundamental e ensino médio. Para certificação do ensino fundamental, é preciso ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame. A certificação do ensino médio exige a idade mínima de 18 anos completos no dia de aplicação da prova.

O Encceja oferece atendimento especializado e específico, além de atendimento pelo nome social, para participante travesti ou transexual que quiser tratamento pela sua identidade de gênero. Os atendimentos especializados, específicos e os auxílios ou recursos de acessibilidade devem ser solicitados durante a inscrição.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também