Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Presos suspeitos de assassinarem policial militar de Parauapebas em Teresina-PI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma operação conjunta entre as polícias do Piauí, Maranhão e Pará resultou na prisão de dois suspeitos de assassinarem o policial militar paraense que residia e trabalhava em Parauapebas, Maycon Wellington Teixeira da Silva Teixeira no último dia 17 de julho em Teresina.

Os suspeitos são Samuel Cruz dos Santos e Nilcéia de Sousa Silva, que foram presos na cidade de São Mateus do Maranhão.
Nilcéia, conhecida popularmente como Maíra é ex-diretora da SUSIPE Parauapebas.


A equipe da Delegacia de Homicídios identificou os suspeitos do crime, localizou o paradeiro e repassou as informações para as polícias dos estados vizinhos. Ainda há um terceiro envolvido no crime. Trata-se de Eliseu Silva Rangel, que está foragido. “São presos de alta periculosidade, envolvidos em assaltos a bancos aqui no Piauí, Ceará, Maranhão e Pernambuco”, informou o coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Bareta.

Samuel Cruz foi preso utilizando uma identidade falsa no nome de Edvan Lima dos Santos. A Secretaria Estadual de Segurança irá montar um esquema especial para a transferência dos presos. “O delegado Danúbio Dias que preside o inquérito está providenciando o recambiamento. Teremos um forte de esquema de segurança, já que o Samuel e o Eliseu já haviam sido presos e foram resgatados de dentro do presídio de Parauapebas”, destacou o delegado.

Maycon Wellington Teixeira foi assassinado com tiros de arma de fogo na avenida Miguel Rosa, na zona sul de Teresina, enquanto iria para um culto. Segundo a Polícia, ele mantinha uma relação amorosa com Nilcéia e foi morto por ter conhecimento de crimes praticados pelos criminosos.

Reportagem e fotos: Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí

Publicidade

Veja
Também