Single Posts
Confirmados
21.805
Single Posts
Recuperados

11.263
Single Posts
Óbitos
155

 Publicidade

Prevenção da gravidez precoce é foco de campanha voltada aos adolescentes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Prevenção da gravidez precoce é foco de campanha voltada aos adolescentes

Apesar do índice de gravidez na adolescência ter caído ao longo dos anos, em Parauapebas, ainda há um percentual de 16% de crianças que nasceram no município de garotas entre 13 e 19 anos. Para sensibilizar as adolescentes sobre riscos da gravidez precoce, métodos de prevenção, entre outras ações preventivas, a Prefeitura lança a Campanha de Prevenção da Gravidez na Adolescência.

“Diversos fatores contribuem para a gestação na adolescência. No entanto, a desinformação sobre sexualidade, sobre direitos sexuais e reprodutivos é o principal motivo”, destacou a enfermeira e supervisora da Rede Cegonha, Cleice Reis, responsável pela campanha.


De acordo com especialistas, questões emocionais, psicossociais e contextuais também contribuem, inclusive, para a falta de acesso à proteção social e ao sistema de saúde, incluindo o uso inadequado de contraceptivos como métodos de barreira e preservativos. 

“Nossa atuação será focada em facilitar o acesso de adolescentes aos serviços de saúde, com ênfase na redução da gravidez na adolescência, promoção da saúde, prevenção de doenças e agravos à saúde”, afirmou Ana Lúcia Souza Silva, supervisora do Programa Saúde na Escola (PSE), que também é responsável pela campanha.

O gestor da pasta da Saúde, Gilberto Laranjeiras, destacou a importância de incentivar leis voltadas para a prevenção da gravidez na adolescência e acrescentou que “a gravidez precoce se tornou um problema na saúde pública, com reflexos sociais, econômicos e financeiros. Em Parauapebas, a campanha vai tornar a atenção básica mais acolhedora para o adolescente”.

Atividades programadas para a campanha

Dentre as atividades programadas para a campanha estão: lançamento na rádio do programa Mais Saúde; ações nas escolas pactuadas no programa saúde na escola (PSE); desenvolvimento do tema transversal, por meio de atividades pedagógicas, nas escolas; formação para professores da rede estadual; formação dos membros do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca); I Roda de Conversa sobre prevenção de Gravidez na Adolescência.

Campanha Nacional

O governo federal lança hoje (03) a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, instituída por meio da Lei nº 13.798/2019. De acordo com Associação Médica Brasileira (AMB), anualmente em torno de 18% dos brasileiros nascidos são filhos de mães adolescentes.

Em números absolutos isso representa 400 mil casos por ano. No mundo, por ano, são aproximadamente 16 milhões de adolescentes de 15 a 19 anos; e dois milhões de adolescentes menores de 15 anos. Globalmente o risco de morte materna se duplica entre mães com menos de 15 anos em países de baixa e média renda.

 

Publicidade

Veja
Também