Publicidade

Primeira florada dos ipês embeleza ruas de Parauapebas

Luz, câmera, ação. O show já começou! Apesar de repetido todos os anos, tão logo se intensifique o período de estiagem, as pessoas não se cansam de apreciar a beleza da florada dos ipês, que enfeitam as avenidas de Parauapebas, dando um colorido todo especial.

Essa é a primeira florada, quando ainda há muitas folhas nas árvores, sinalizando que teremos um longo de período para apreciar a exuberante e inigualável beleza natural.


Estamos no inverno (em outras regiões), iniciado no dia 21 de junho indo até 22 de setembro, mas, em nossa região, não significa período frio, porém, o calorão do dia é compensado com uma leve baixa de temperatura à noite, o que permite que logo pela manhã as flores dos ipês estejam viçosas, vindo a cair no forte sol que logo se apresenta, fazendo um lindo tapete.

De acordo com explicações científicas, é o estresse causado pelo frio e, principalmente, pela seca que aciona o relógio biológico das plantas, indicando que é tempo de florescer. Os ipês em geral são espécies caducifólias – traduzindo: no momento de maior sofrimento do ano, justamente de agora até o final do inverno, eles perdem completamente as folhas.

Os locais que mais se notam a concentração de ipês em Parauapebas são os canteiros das ruas E, F e PA-275, além de diversas ruas do Bairro Cidade Jardim, com destaque para a Avenida dos Ipês; e nestes locais, se nota já a primeira florada.

 

Os Ipês floram sozinhos, o escaldante sol do período que aqui, por hábito, chamamos de verão; parecendo ter o propósito de melhora a paisagem “pálida” até que chegue a primavera que se inicia na noite do dia 22 de setembro, seguindo até 21 de dezembro, sendo período em que as árvores da região tropical, como a nossa, estejam carregadas de frutos.

Com a queda da umidade relativa do ar, as florestas da região Carajás também mudam sua paisagem, onde podem ser vistas copas amarelas, rosas, roxas e brancas, fazendo refletir aqueles que encaram a seca apenas como tempo cinzento de queimadas e vegetação marrom. As cores vibrantes do gênero tabebuia spp., composta pelas variedades da planta, irrompem de junho a setembro.

Eles costumam florir em meses diferentes em algumas regiões: junho e julho, ipê-roxo; julho e agosto, ipê-amarelo; fim de agosto, ipê-rosa; setembro, ipê-branco e ipê amarelo. Mas, nem sempre a florada dos ipês respeitam essas datas, pois a influência do clima é determinante para que as árvores entrem em período de reprodução.

As floradas costumam durar uma semana, em média, e variam conforme a pouca concentração de água na atmosfera. No caso do ipê amarelo, ele pode se estender por até 10 dias e tem duas edições: uma após a do roxo, aproximadamente em julho, e outra em setembro, quando se anuncia a chegada da temporada de chuva. Ao fim desse período as árvores produzem frutos secos, do tipo cápsula, que quando maduras liberam sementes com alas a longas distâncias, garantindo assim a perpetuação da espécie e o aumento para os próximos anos de mais produtoras de tal beleza natural.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu